Portuguesa Joana Schenker e brasileira Isabela Sousa dividem 1º lugar em prova do Mundial

O nevoeiro que se fez sentir no domingo impediu a continuação da prova

A portuguesa Joana Schenker, campeã mundial de bodyboard em título, e a brasileira Isabela Sousa, múltipla campeã do Mundo, dividiram o 1º lugar (pontos e dinheiro) na grande final do Portugal Sintra Pro, 3ª etapa do circuito mundial bodyboard feminino, ao não conseguirem decidir a vencedora devido ao nevoeiro que se fez sentir durante todo o dia de domingo.

Tinham decorrido cerca de 8 minutos (num total de 30 minutos) da final, quando o nevoeiro tornou impossível aos juízes visualizar as atletas na água, colocando a final em “stand-by” até que o nevoeiro dissipasse e permitisse visualizar as atletas.

Tal não veio a acontecer ao longo de todo o dia, pelo que o nevoeiro tornou impossível a continuidade (e conclusão) da bateria, forçando a organização a cancelar a grande final.

As regras do circuito mundial indicam que o «prize money e pontos» do 1º lugar são distribuídos pelas duas atletas.

A japonesa Ayaka Suzuki (3ª em Sintra) mantém a liderança no ranking mundial, na frente de Schenker (2ª), à entrada da última prova, dentro de três semanas, na Nazaré. A portuguesa, de 30 anos, está obrigada a ganhar a próxima etapa para ser bicampeã mundial.

“É claro que estou desiludida, pois queria ganhar”, assumiu Joana Schenker. “Aqui foi uma força maior, foi a Natureza que decidiu. Agora, continua tudo igual, na Nazaré não tenho nem mais nem menos pressão”, acrescentou a atleta da Associação de Bodyboard de Sagres.

Joana foi ainda galardoada pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, com o prémio de melhor atleta portuguesa em prova. Schenker conseguiu ainda as duas notas mais altas e melhor score do Campeonato Mundial Feminino.

 

Comentários

pub
pub