Alemão de 61 anos salvo de se afogar em zona não vigiada da Culatra

O homem encontrava-se em situação de pré-afogamento e foi transportado para o Hospital de Faro

Um homem de 61 anos foi salvo este domingo de se afogar, na Ilha da Culatra, no concelho de Faro. O cidadão alemão foi auxiliado por uma equipa da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo sido mais tarde resgatado por uma embarcação do Instituto de Socorros a Náufragos, que o trouxe para terra, para que fosse transportado para o hospital de Faro.

Segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN), o homem encontrava-se «em situação de pré-afogamento numa zona de praia não vigiada, na ponta este da Ilha da Culatra».

O primeiro auxílio foi prestado às 16h45 de ontem pela Cruz vermelha. Entretanto, foi acionada «a embarcação do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) com uma equipa do INEM a bordo, que se deslocou ao local e procedeu ao resgate por via marítima».

«A vítima foi transportada consciente para o cais de Olhão, onde se encontrava a ambulância que a transportou para o Hospital de Faro», acrescentou a AMN.

Nesta operação estiveram envolvidos dois agentes do Comando-local da Polícia Marítima de Olhão, a embarcação do ISN com dois tripulantes, uma equipa da Cruz Vermelha Portuguesa e uma equipa do INEM.

Comentários

pub
pub