Summer Campus da Universidade do Algarve em destaque no Brasil

O projeto Summer Campus da Universidade do Algarve, que vai trazer, no mês de Julho, jovens estrangeiros para cursos gratuitos […]

Universidade do Algarve – Foto: Gonçalo Dourado | Sul Informação

O projeto Summer Campus da Universidade do Algarve, que vai trazer, no mês de Julho, jovens estrangeiros para cursos gratuitos na academia algarvia, está em destaque na imprensa brasileira, tendo sido notícia na revista «Exame».

Este destaque na «Exame» surge «na mesma semana em que a Folha de São Paulo, numa notícia sobre o crescimento dos estudantes brasileiros em Portugal, refere a Universidade do Algarve», diz André Botelheiro, chefe do gabinete de comunicação e protocolo da UAlg.

Em declarações ao Sul Informação, este responsável salienta que «é com agrado que verificamos, nas frequentes referências sobre universidades portuguesas no Brasil, que a Universidade do Algarve é quase sempre mencionada e temos tido o interesse dos principais órgãos de comunicação social brasileiros, com vários artigos na Folha de São Paulo, Globo, Estadão…».

Para André Botelheiro, isto acontece porque «fomos a segunda universidade de Portugal a assinar o protocolo com o INEP, para aceitar nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)». Além disso, «penso que houve uma estratégia de comunicação que tem funcionado, e um passa-a-palavra que resulta da identificação com a universidade, com a região e com a cidade. Há todo um conjunto de fatores que tem levado a esse interesse mediático».

A «Exame» destaca que «a Universidade do Algarve é uma das 29 instituições portuguesas que aceitam a nota do Enem em seu processo seletivo e, para atrair mais brasileiros para graduação, está oferecendo cursos rápidos grátis».

A revista realça ainda que o objetivo da iniciativa «é que os alunos experimentem um pouco da rotina académica da instituição que é uma das mais internacionais de Portugal e recebe mais de 1500 estrangeiros por ano».

A Universidade de Algarve tem, «atualmente, 600 brasileiros matriculados em seus cursos. Para o ano letivo 2017/2018, a subida no número de alunos do Brasil foi de 59% na graduação. No mesmo período, o número de estudantes de cursos de mestrado mais que duplicou (cresceu 103%)», refere ainda a «Exame».

O Summer Campus é aberto a jovens dos 16 aos 18 anos, sendo que existem 37 opções de cursos, em áreas como artes e design, ciências, desporto, economia, gestão e turismo, empreendedorismo, engenharia e tecnologia, saúde, ou línguas e humanidades.

Os cursos têm atividades letivas, durante a manhã, e atividades desportivas e de lazer, durante a tarde. De acordo com André Botelheiro, o Summer Campus «é uma versão internacional dos Cursos de Verão».

Os alunos têm direito a alojamento e alimentação grátis e apenas a viagem de ida e volta não está incluída na bolsa de estudo.

 

Comentários

pub
pub