Orquestra Filarmonia das Beiras traz obras-primas de Mendelssohn a Loulé

A Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo maestro alemão Ernst Schelle e acompanhada pelo violinista Vladimir Tolpygo, vai protagonizar «o […]

A Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo maestro alemão Ernst Schelle e acompanhada pelo violinista Vladimir Tolpygo, vai protagonizar «o majestoso concerto “Mendelssohn!”», amanhã, sexta-feira, dia 11 de Maio, às 21h00, no Cine-Teatro Louletano.

A orquestra beirã é uma das convidadas especiais da edição de 2018 do FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve.

No espetáculo que vai dar em Loulé, a formação musical vai interpretar um programa musical o «brilhante e virtuosístico» “Concerto para Violino e Orquestra” de Mendelssohn, bem como «duas obras-primas sobejamente conhecidas do público, que foram inspiradas pela viagem que o compositor alemão realizou à Escócia – “As Grutas de Fingal” e a “Sinfonia nº 3, Escocesa”», segundo a Orquestra Clássica do Sul, que organiza o FIMA.

A Orquestra Filarmonia das Beiras «tem mais de duas décadas de atividade e tem dedicado o seu trabalho à divulgação da música clássica na zona centro do país».

No concerto de amanhã, será dirigida por Ernst Schelle, maestro que foi diretor musical da Academia Internacional de Portarlier (França), ocupou o lugar de maestro principal da Orquestra de Poitou-Charentes e é atualmente Maestro e Diretor Artístico convidado da Orquestra APROARTE – Associação Nacional do Ensino Profissional de Música e Artes.

O solista convidado, o violinista Vladimir Tolpygo, é natural de Moscovo e «iniciou os seus estudos musicais com apenas 4 anos de idade. Já trabalhou com orquestras internacionais de renome, como a Orquestra Sinfónica da Rádio de Estugarda e a Orquestra da Rádio de Munique. É, desde 2016, violinista na Orquestra Filarmónica de Munique».

Comentários

pub
pub