FIMA levou Doppio Ensemble a Lagos e Mozart a Faro [com fotos]

Um concerto de música de câmara com obras de Mozart e a atuação de Doppio Ensemble, da violinista Evandra de […]

Doppio Ensemble

Um concerto de música de câmara com obras de Mozart e a atuação de Doppio Ensemble, da violinista Evandra de Brito Gonçalves e da pianista Ana Queiroz, deram continuidade ao programa do Festival Internacional de Música do Algarve, com concertos em Faro e em Lagos, respetivamente, na passada semana.

No dia 12 de Abril, músicos da Orquestra Clássica do Sul (OCS) estiveram na Biblioteca Municipal de Faro, para apresentar a segunda parte do concerto “Mozart. Obras Primas para Sopros”. O público pôde desfrutar das peças “Quarteto com Flauta nº 1 em Ré maior, K. 285”, “Quarteto com Oboé em Fá maior, K. 370 (368b)”, “Sonata para Fagote e Violoncelo em Si bemol maior, K. 292 (196c)”, “Quinteto com Trompa em Mi bemol maior, K. 407 (386c)”.

Mozart, recorda a OCS, entidade organizadora do FIMA, escreveu algumas das suas melhores peças «por encomenda de músicos seus conhecidos e foi para eles escrita tendo em mente as suas capacidades virtuosísticas, bem como as potencialidades do seu instrumento».

O programa deste concerto e do que o precedeu, realizado a 23 de Março, em Castro Marim, visou «destacar algumas das mais importantes obras camarísticas, dando destaque aos instrumentos de sopro».

Agrupamento de câmara da Orquestra Clássica do Sul

Na sexta-feira, dia 14, o Doppio Ensemble esteve no Centro Cultural de Lagos, para apresentar obras compostas pelos portugueses Fernando Lopes-Graça, Anne Victorino d’Almeida, e ainda por Astor Piazzola e Sergei Prokofiev.

Evandra Gonçalves e Ana Queiroz criaram este projeto em 2002, com a ambição de «contribuir para a difusão e reconhecimento da cultura e arte contemporânea portuguesa, quer através da abordagem a compositores já consagrados, como Lopes-Graça, quer através da encomenda de obras a jovens compositores, como é o caso de Anne Vitorino d’Almeida».

E foi isto que fizeram no concerto comentado, que protagonizaram em Lagos. A pianista e a violinista portuguesas interpretaram a obra “Sonatina nº 1 para violino e piano”, de Lopes-Graça, bem como a peça “Sonatina e Sonata” de Anne Victorino d’Almeida. O programa da noite contou, ainda, com as peças “Histore du Tango – Excertos”, de Piazzolla, e “Sonata para violino e piano nº 2, Op.94 bis”, de Prokofiev.

 

Fotos: Orquestra Clássica do Sul

Comentários

pub
pub