Tradições e memória voltam a marcar encontro em São Brás de Alportel

O encontro “São Brás de Alportel: Tradições e Memória” vai voltar a colocar no centro das atenções a herança histórica […]

O encontro “São Brás de Alportel: Tradições e Memória” vai voltar a colocar no centro das atenções a herança histórica deste concelho do interior do Algarve, no sábado, dia 17 de Março.

O Museu do Traje vai acolher a 3ª edição deste evento, onde marcarão presença «oradores e profissionais de renome, promete uma viagem pelo valioso património cultural de São Brás de Alportel e também do Algarve», segundo a Câmara são-brasense.

A iniciativa será lançada com uma apresentação sobre trajo popular, a cargo de Madalena Farrajota Garcia, «que já desempenhou as funções de conservadora do Museu Nacional do Traje».

Seguir-se-á a intervenção dos arquitetos Marta Santos e José Lima, investigadores da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, numa conversa sobre o valor histórico e inovador da Cal.

O período da tarde começa com uma apresentação do historiador de arte Marco Sousa Santos sobre “Imaginária Religiosa na Freguesia de São Brás de Alportel durante a Idade Moderna”, uma herança para preservar e repleta de valor histórico e patrimonial.

Também recordada será a “Casa Bancária Manuel Dias Sancho”, taravés de uma intervenção de Artur Barracosa Mendonça. O encontro acaba com a apresentação “Património Alimentar Algarvio e Saúde”, a cargo de Teresa Sofia Sancho, nutricionista na Administração Regional de Saúde do Algarve e docente da Universidade do Algarve.

O 3º encontro “São Brás de Alportel: Tradições e Memória” é aberto ao público em geral e tem entrada gratuita, mas sujeita a inscrição, que deve feita junto do Rancho Típico Sambrasense, através do telefone 967 468 261 ou do email ranchotipico@gmail.com.

Comentários

pub
pub