Lagoa: João Albuquerque e Ana Bebiano vencem Triatlo de Inverno “Diogo Lopes”

João Albuquerque, atleta do Grupo Desportivo de Alcoutim (GDA), foi o vencedor absoluto masculino da 5ª edição do Triatlo de […]

Pódio absoluto masculino

João Albuquerque, atleta do Grupo Desportivo de Alcoutim (GDA), foi o vencedor absoluto masculino da 5ª edição do Triatlo de Inverno – Troféu Diogo Lopes, que se realizou, no passado fim de semana, no concelho de Lagoa. Ana Bebiano do clube organizador, o Kayak Clube Castores do Arade (KCCA), foi a vencedora absoluta feminina.

João Albuquerque terminou a prova de natação na 6ª posição, mas assumiu o comando da competição após a etapa de corrida, com um tempo de prova de 12m16s que, no acumulado, lhe dava uma vantagem de 9 segundos sobre Bruno Silvério do Clube Náutico do Litoral Alentejano (CNLA).

Albuquerque confirmou a sua superioridade ao vencer também o circuito de canoagem, terminando isolado com 10 segundos de vantagem sobre um grupo de 3 perseguidores, constituído por Bruno Silvério que terminaria na 2ª posição absoluta, Iago Bebiano (KCCA) que seria o 3ª classificado absoluto e ainda Pedro Fernandes do GDA, que estava afastado da luta pelo pódio final mas se destacou na etapa de canoagem.

No setor feminino, Ana Bebiano, do KCCA, teve de se aplicar a fundo na última etapa para garantir a vitória final absoluta. À partida para a canoagem, a liderança pertencia à sua colega de equipa, a jovem Sub-18 Rita Ângelo, que venceu as etapas de natação e corrida e somava 30 segundos de vantagem.

«As condições desafiadoras na água, com vento lateral e alguma ondulação a dificultar o equilíbrio e progressão dos atletas, foram decisivas para a vitória de Bebiano, que conseguiu recuperar 52 segundos para vencer com o tempo total de 51m09s e 30 segundos de vantagem sobre Rita, que assegurou o 2º lugar absoluto», conta o KCCA. Joana Ramos do GDA, do escalão Sub-16, garantiu o 3ª lugar absoluto com 54m17s.

Pódio absoluto feminino

Nos atletas que, na etapa de canoagem, fizeram uso de canoas a vitória em absoluto masculino foi para Luís Simão, que bateu o seu irmão João Simão por 1 minuto e 6 segundos, ambos atletas do GDA. Segundo o clube que organizou a prova, «a corrida foi decisiva para o desfecho final porque Luís conseguiu alcançar 1m28s de vantagem sobre João, que tinha sido mais rápido na natação com 7 segundos de vantagem e na canoagem com 15 segundos». O terceiro lugar absoluto foi para David Cruz do Clube Fluvial Odemirense (CFO) a 4m27s do vencedor.

Jéssica Rosa, do Clube Náutico do Litoral Alentejano, foi a única participante em canoa feminina. A jovem Sub-16 conseguiu levar a sua canoa até ao final de um circuito onde as ondas e vento se revelaram um grande adversário para este tipo de embarcação, que não tem leme e os canoístas remam com um joelho apoiado fazendo uso de uma pagaia de apenas uma pá. Nas canoas, o percurso de água foi encurtado para 2,5 km (apenas uma volta) devido às condições do rio.

Nos escalões de Sub-18 e Sub-16 vários atletas estiveram em destaque ao terminarem nas posições de pódio absoluto. Nos caiaques masculinos, o vencedor do escalão Sub-18 foi Bruno Silvério do CNLA, com 42m45s. Iago Bebiano do KCCA foi 2º com 43m55s e Gonçalo Bento, também do KCCA, foi 3º com 44m06s.
Nos Sub-16, a vitória foi para Jorge Neno, do CFO, com 46m34s, o 2º lugar foi para Duarte Cabral, também do CFO, com 50m30s e o 3º lugar para André Soares, do KCCA, com 51m20s.

Nos caiaques femininos a vencedora do escalão Sub-18 foi Rita Ângelo, atleta do KCCA, com 51m31s, seguida de Micaela Santos, da Associação dos Amigos para o Desenvolvimento da Mexilhoeira da Carregação (AADMC) com 1h06m512s’.

Nas Sub-16, Joana Ramos venceu a sua categoria com 54m17s. Na 2ª posição terminou Maria Santos, do CNLA, com 59m27s e, na 3ª posição, terminou Beatriz Ribeiros, do GDA, com 1h10m53s.

Nas canoas, Luís Simão do GDA, somou a vitória absoluta à do seu escalão de Sub-18 com 37m56s, seguido de David Cruz com 42m23s e de Vicente Duarte com 48m31s, ambos do CFO.

Ângelo Palma do GDA venceu nas canoas Sub-16 com 45m46s.

O evento teve também a participação dos escalões de formação nas categorias de Sub-10, Sub-12 e Sub-14, com distâncias ligeiramente inferiores, designadamente 200 metros de natação, 800 metros de corrida e 2500 metros de canoagem.

O atleta mais rápido masculino foi Filipe Libório, do KCCA, do escalão Sub-14, com 20m00s, e a atleta mais rápida foi Joana Silva do CNLA, do escalão Sub-14, com 21m20s.

Já na categoria Masters, Ana Bebiano venceu em absoluto feminino e acumulou a vitória com o 1º lugar no escalão Master dos 35-55 anos.
Orlando Silva, também do KCCA, foi o vencedor dos Masters masculino dos 35-55 anos e 7º classificado da geral absoluta.

Nos mais de 55 anos, o vencedor masculino foi Hélder Tomás do CNLA e a vencedora feminina foi para Wanda Gião, da Portinado. Os escalões de mais de 55 anos cumprem as distâncias curtas do evento.

O Troféu Diogo Lopes resulta de uma organização conjunta da Câmara Municipal de Lagoa e do Kayak Clube Castores do Arade, com o apoio do Hotel Riverside Ferragudo e da Quinta dos Vales.

A prova englobou as modalidades de natação na distância de 400m, realizada nas piscinas Municipais de Lagoa, corrida num corta-mato de 3400m, no perímetro da Quinta dos Vales, e de canoagem, num circuito de 5000m, no rio Arade, em frente ao Hotel Riverside Ferragudo, em caiaques (K1) e canoas (C1) de classe olímpica.

Segundo a organização, este evento tem o objetivo de «juntar atletas de várias modalidades, celebrando uma vida saudável mas competitiva em homenagem ao atleta Diogo Lopes que, em 2013, se sagrou campeão europeu e vice-campeão do mundial em K1 júnior 200 metros e que, em 2014, conseguiu o apuramento de Portugal para a primeira edição dos Jogos Europeus, que se realizaram em Baku, Azerbeijão, em Junho de 2015

Comentários

pub
pub