Ana Cabecinha alcança melhor marca da época nos 20 km Marcha dos Mundiais de Londres

A atleta Ana Cabecinha, do Clube Oriental do Pechão, alcançou este domingo a melhor marca desta época nos 20 km […]

A atleta Ana Cabecinha, do Clube Oriental do Pechão, alcançou este domingo a melhor marca desta época nos 20 km marcha dos Campeonatos do Mundo de atletismo, em Londres, resultado que compensou o facto de ter ficado fora do pódio.

A atleta algarvia terminou a prova em 6º lugar, com o tempo de 1:28.57 horas. A corrida foi ganha pela chinesa Jiayu Yang, que se sagrou campeã mundial com o tempo de 1:26.19, seguida pela mexicana Maria Guadalupe González (medalha de prata), e pela italiana Antonella Palmisano (bronze).

«Foi a melhor marca desta época, depois de uma semana que tive, devido a ter o meu pai hospitalizado, e foi muito difícil gerir emoções», justificou, no final da prova. «Só competi porque ele melhorou e foi por ele que eu competi», explicou, confessando que «a minha cabeça não estava completamente aqui».

A melhor marca desta época de Ana Cabecinha era de 1:29.44, enquanto o recorde pessoal se mantém em 1:27.46, tempo que é também o recorde nacional, registado nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Cabecinha, de 33 anos, tinha sido 4ª nos Mundiais de 2015 e 6ª nos Jogos Olímpicos Rio2016, o mesmo lugar em que terminou nos Campeonatos Europeus de 2014.

Quanto à medalha, Ana Cabecinha garantiu que «fica para outro campeonato, é continuar a tentar».

O 6º lugar da atleta nascida em Beja, mas criada no Algarve, surgiu poucas horas depois de Inês Henriques se ter sagrado campeã mundial dos 50 km Marcha, nos Mundiais de Londres, batendo o recorde do mundo, que, aliás, lhe pertencia desde Janeiro.

Comentários

pub
pub