ANJE e Universidade do Algarve unem-se para «formar novos líderes e empreendedores»

«Formar novos líderes e empreendedores» é o grande objetivo dos protocolos assinados entre a ANJE- Associação Nacional de Jovens Empresários […]

«Formar novos líderes e empreendedores» é o grande objetivo dos protocolos assinados entre a ANJE- Associação Nacional de Jovens Empresários e a Universidade do Algarve – a instituição em si e a Faculdade de Economia- numa cerimónia que teve lugar na Universidade do Algarve em Maio.

O acordo com a universidade «contempla a colaboração ativa entre as duas entidades nos domínios de empreendedorismo, incubação, formação e investigação», segundo a ANJE.

No seu âmbito serão dinamizadas «ações relevantes para os empresários, estudantes e potenciais empreendedores algarvios nos domínios de empreendedorismo, incubação, ensino e formação, e participar ativamente em projetos de investigação com intervenção às escalas nacional e global».

Para Adelino Matos, o presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários, que representou a ANJE na cerimónia de assinatura dos protocolos, este foi “um passo importante para consolidar e estreitar as relações de cooperação e intercâmbio existentes entre as duas instituições com vista à prossecução de objetivos conjuntos e à promoção da investigação científica, da formação e do desenvolvimento tecnológico nos ecossistemas académico e empresarial algarvios».

Já a ligação entre a associação e a Faculdade de Economia da Universidade do Algarve «concentra esforços no reforço de competências dos empresários e estudantes locais na área das soft skills» e é, segundo a ANJE, «o primeiro passo para a conceção, promoção e realização conjunta de ações de formação e atualização de conhecimentos nos domínios de intervenção das duas instituições». «A ligação estabelecida pressupõe ainda a facilitação e disponibilização de condições especiais no acesso aos serviços, iniciativas e programas desenvolvidos pelas duas entidades», disse a associação.

«É fundamental potenciar recursos, gerar sinergias e estabelecer parcerias de cooperação que, tal como esta ligação com a Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, permitem melhorar a qualidade e a capacidade técnica dos serviços disponibilizados e contribuir para a melhor preparação de empresários e estudantes para os desafios técnicos, mas sobretudo sociais e relacionais que o mercado apresenta», concluiu Adelino Matos.

Comentários

pub
pub