365 Algarve «não é para turista ver» e está a cumprir «sonhos antigos das autarquias»

Dois meses e meio (um pouco mais) passaram desde que o 365 Algarve entrou em vigor e «o balanço é […]

Dois meses e meio (um pouco mais) passaram desde que o 365 Algarve entrou em vigor e «o balanço é de grande alegria pelo trabalho que tem sido desenvolvido pelos agentes culturais e municípios da região», considera Dália Paulo, comissária deste programa.

Em declarações ao Sul Informação, a responsável diz que o 365 Algarve ajudou a «cumprir sonhos antigos» das autarquias e que são sonhos «nos quais pode assentar o desenvolvimento da região».

Dália Paulo considera que os municípios «estão a acreditar na cultura» e a mostrar «que o Algarve pode ter vida todo o ano» e que «todos os dias contam».

Apesar de assumir que estes primeiros dois meses e meio «fazem parte de um ano zero» e que «houve um timing perdido porque os pacotes turísticos já estavam vendidos, quando o programa foi lançado», Dália Paulo revela que «pelo que tenho ouvido de muitos estrangeiros que chegam cá e se deparam com as iniciativas, é que estas experiências são enriquecedoras  para quem visita o Algarve».

A comissária diz ter também o feedback de que as iniciativas «têm agradado muito  a estrangeiros residentes, que são grandes embaixadores da região. Acabam por trazer familiares e amigos e as suas recomendações são ouvidas nos países de origem».

Para a responsável, o sucesso do 365 Algarve está a verificar-se porque «foi pensado para servir para valorizar a região. Não é um programa para turista ver, é para todos os presentes no território, sejam residentes, turistas, portugueses e estrangeiros».

O 365 Algarve tem levado espetáculos, exposições e performances a vários pontos do Algarve, que não estão tão habituados a receber eventos culturais e isso tem promovido, de acordo com Dália Paulo, «a coesão territorial, a diversificação temática e a complementaridade».

Além disso, o programa não é «autofágico. Chega ao território e não destrói as raízes culturais, mas inspira-se nelas», conclui Dália Paulo.

A programação completa pode ser consultada na página do «365 Algarve» no Facebook, estando o programa também disponível para download no sítio da Região de Turismo do Algarve na internet.

«365 Algarve» é um programa cultural que complementa a oferta tradicional deste destino turístico com mais de mil apresentações de música, dança, teatro, exposições, animação de património, entre outras. A primeira edição está a decorrer de Outubro de 2016 a Maio de 2017 e os eventos, que vão ter lugar em todo o território algarvio, convidam a uma visita à região.

Comentários

pub
pub