Centros Ciência Viva de Faro, Lagos e Tavira mergulham hoje na Noite Europeia dos Investigadores

Observar a última missão da sonda Rosetta, que hoje se há-de despenhar num cometa, ou descobrir como se pode observar […]

noite europeia dos investigadores 2016Observar a última missão da sonda Rosetta, que hoje se há-de despenhar num cometa, ou descobrir como se pode observar o sol sem queimar os olhos são algumas das propostas dos Centros Ciência Viva de Faro, Lagos e Tavira, que acolhem hoje a Noite Europeia dos Investigadores, subordinada ao tema «Como será a vida em 2030?» e considerada a «maior festa de Ciência da Europa».

Esta iniciativa «pretende quebrar as barreiras que separam a ciência dos cidadãos e desmistificar a imagem do cientista, como alguém distante e inacessível». Todos os eventos são de entrada grátis.

 

Centro Ciencia Viva FaroCentro Ciência Viva do Algarve (em Faro):

O Centro Ciência Viva do Algarve, localizado em Faro, apresenta, das 10h00 às 19h30, uma exposição de imagens de visualização científica provenientes das atividades dos investigadores participantes na sessão da tarde.

Já das 14h00 às 16h00, haverá atividades para as escolas, relacionadas com estas imagens em exposição, que tentarão responder a questões como detetar a presença de iões condutores, como evidenciar os feixes condutores das flores, como ver o som, com fluidos não newtonianos ou como ver o som, com chladni plates.

Serão ainda respondidas questões como o que é que nos pode mostrar a radiação UV ou como observar o sol sem queimar os olhos. Para os mais novos haverá, também, a construção de jogos com filtros de radiação.

Das 16h00 às 18h30, há tempo para outro jogo – o Quem e o quê? – que envolverá o público presente e os investigadores convidados com o objetivo de descobrir o que cada investigador estuda. A moderação estará a cargo de Ana Paula Lopes.

Quem levar «o seu farnel», terá um momento de convívio ao pôr do sol, das 18h30 às 19h30, na açoteia do Centro Ciência Viva do Algarve. Haverá uma fotografia com todos os participantes.

Das 19h30 às 22h00, haverá uma observação astronómica noturna com caça aos satélites, com fotografia de astros através de oculares de telescópio e conversas informais com investigadores da área. Os temas de conversa serão os avanços na exploração espacial e cosmologia, os satélites artificiais e o seu futuro para a observação da Terra e os ventos cósmicos e solares.

A moderação será de Filipe Dias, o responsável pela astronomia do Centro Ciência Viva do Algarve.

 

Centro Ciência Viva de TaviraCentro Ciência Viva de Tavira:

Durante todo o dia, é possível visitar o Centro Ciência Viva de Tavira e participar em todas as atividades centradas na temática «O Lixo que não vemos: do lixo marinho ao lixo espacial».

A missão da sonda Rosetta, que faz hoje a sua última viagem até à superfície do cometa 67P/Churyumov, será transmitida em direto no Centro.

Há, ainda, saídas de campo de recolha de lixo marinho no estuário do Rio Gilão, das 10h00 às 12h00, e uma observação de microplásticos no jardim do Coreto em Tavira, das 14h30 às 16h30.

No início da noite desta sexta-feira, os mais pequenos poderão participar no workshop «Foguetões ao ar e 3D», das 20h00 às 21h30, e desafiar a força da gravidade com os foguetões de papel construídos pelos mesmos.

Será também dinamizado um Café com Ciência, das 21h00 – 23h00, em que se irá conversar sobre a temática do lixo marinho e espacial e que contará com a presença de vários investigadores convidados, entre os quais o professor Manuel Paiva, jubilado da Universidade Livre de Bruxelas e investigador da ESA e da NASA, que falará também sobre a missão Rosetta, Carla Lourenço, investigadora do Centro Ciências do Mar (CCMAR), estudante de doutoramento da Universidade de Rhodes (África do Sul) e fundadora do projeto de sensibilização ambiental Straw Patrol.

 

Centro Ciência Viva de Lagos_15Centro Ciência Viva Lagos:

Este ano, em que o futuro está em destaque na Noite Europeia dos Investigadores, o Centro Ciência Viva de Lagos escolheu o «tema do melhoramento cognitivo numa altura em que o veloz avanço tecnológico possibilita novas realidades que precisam de uma discussão alargada», explica o centro.

Ancorando no filme “Sem Limites” (Neil Burguer, 2011), serão discutidos, às 21h30, excertos da película com três convidadas: Inês Araújo, professora assistente do departamento de Ciência Biomédicas e Medicina da Universidade do Algarve e investigadora principal no CBMR (Centre for Biomedical Research), onde estuda a capacidade de reparação de cérebro, Edmeia Monteiro, médica com especialidade em Neurologia na Clínica do Coração, e Marta Camacho, neuropsicóloga no Centro Clínico da Fundação Champalimaud, onde avalia funções cognitivas em doentes com queixas cognitivas (usualmente após quimioterapia, radioterapia cerebral) e em reabilitação cognitiva.

As portas do Centro Ciência Viva de Lagos estão abertas «a todos os que queriam participar nesta celebração, onde contaremos com um beberete e animação ao longo da noite».

 

Comentários

pub
pub