ARS do Algarve zela pelo estado de saúde dos estrangeiros instalados temporariamente no Aeroporto

A Administração Regional de Saúde do Algarve IP e a Direção Regional do Algarve do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras […]

Aeroporto de FaroA Administração Regional de Saúde do Algarve IP e a Direção Regional do Algarve do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras vão estabelecer um protocolo de cooperação no domínio da promoção do acesso à Saúde por parte dos utentes do Espaço Equiparado a Centro de Instalação Temporária (EECIT) do Aeroporto Internacional de Faro. O acordo foi celebrado ontem, numa cerimónia que juntou os responsáveis máximos, a nível regional, das duas entidades.

No âmbito deste protocolo, a ARS Algarve IP irá disponibilizar uma equipa de técnicos de saúde para prestar cuidados de saúde no Espaço Equiparado a Centro de Instalação Temporária (EECIT) do Aeroporto Internacional de Faro, sempre que necessário e por sinalização por parte da Direção Regional do Algarve do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Do acordo faz parte «a avaliação do estado de saúde dos utentes, realização de tratamentos simples, prescrição de medicação, preenchimento da documentação relativa ao estado de saúde e continuidade de cuidados aos utentes, de forma a assegurar um acompanhamento médico adequado às necessidades dos mesmos e encaminhamento para estruturas de saúde de referência e ainda a promoção de ações de educação para a saúde, entre outras».

«Por seu lado, a Direção Regional do Algarve do SEF irá disponibilizar o apoio adequado, nomeadamente, alimentação e medicamentos, e toda a informação necessária para a avaliação e acompanhamento clínico destes utentes, de acordo com as suas necessidades e solicitação da equipa de saúde da ARS Algarve», bem como «assegurar o acesso dos utentes aos tratamentos prescritos e o seu encaminhamento para as estruturas de saúde, sempre que necessário e indicado», anunciou a ARSA, numa nota de imprensa.

Comentários

pub
pub