Secundária Manuel Teixeira Gomes vai andar «À caça dos neutrinos»

O projeto “O Mundo da Escola” do Ministério da Educação, em parceria com a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, de […]

O projeto “O Mundo da Escola” do Ministério da Educação, em parceria com a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, de Portimão, vai realizar uma Grande Aula, no próximo dia 24 de janeiro, às 10h30, dinamizada por Maria José Ribeiro Gomes, investigadora do Centro de Física Nuclear da Universidade de Lisboa, e subordinada ao tema «À caça dos neutrinos».

«Os neutrinos são partículas elementares resultantes de decaimentos radioativos ou reações nucleares, tais como as que ocorrem no Sol ou quando os raios cósmicos embatem em átomos. Cada um de nós é atravessado por cerca de 50×1012 neutrinos solares por segundo», explica a sinopse desta Grande Aula.

«Os neutrinos têm uma interação fraca com a matéria e por isso não damos por eles, no entanto são fundamentais para a compreensão microscópica e cosmológica da Natureza. Os neutrinos são as partículas elementares mais misteriosas e difíceis de detectar. Até hoje, apenas se conseguiu dar um limite superior para a massa do neutrino e que é no máximo 250 000 vezes mais pequena do que a partícula elementar mais leve: o eletrão».

«A determinação da massa do neutrino é por isso um desafio não só para os físicos como para os engenheiros. Nesta lição, falaremos sobre todas as ferramentas necessárias: da tabela periódica aos supercondutores passando pelos detetores a trabalharem a temperaturas perto do zero absoluto para conseguirem detetar o neutrino do eletrão. Pois afinal não nos podemos esquecer que até hoje só conseguimos medir e observar menos de 5% da massa-energia do Universo…»

É sobre tudo isto que a investigadora Maria José Ribeiro Gomes irá falar no próximo dia 24, na Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão.

Uma Grande Aula é uma aula dada por um grande especialista numa dada área e que está aberta a todos os que queiram assistir.

Pegando no conceito das master classes, comuns na área da música e de outras artes, queremos alargá-lo a outros domínios – nomeadamente à ciência – e introduzi-lo no ensino básico e secundário.

Um cientista ou um escritor, por exemplo, podem ser convidados a ir a uma escola apresentar um tema da sua especialidade ou falar de um projeto seu, de uma forma dinâmica e que desperte a curiosidade dos alunos.

Espera-se que a interação entre o professor e os alunos estimule nestes um envolvimento ativo em explorações pessoais e o gosto pela experimentação, pela descoberta e pela criação.

As Grandes Aulas destinam-se aos alunos do 9º ano do ensino básico e aos do ensino secundário de escolas ou agrupamentos de escolas de Portugal.

Durante o 1º período letivo de 2012/2013 a agenda para as Grandes Aulas está definida. Para o 2º e 3º períodos as escolas que desejam receber Grandes Aulas podem ainda inscrever-se.

Para mais informações consultar o email grandesaulas@mundonaescola.pt ou www.mundonaescola.pt 

Comentários

pub
pub