PS/Faro: «São visíveis os estragos» decorrentes da paragem das obras da Variante Norte

O PS/Faro denunciou esta terça-feira o «estado de degradação» da obra de construção da Variante Norte à cidade de Faro, […]

O PS/Faro denunciou esta terça-feira o «estado de degradação» da obra de construção da Variante Norte à cidade de Faro, atualmente suspensa, onde «são visíveis os estragos que as últimas chuvas causaram em vários pontos do traçado».

A denúncia surge depois de uma visita recente dos socialistas farenses às obras da Variante. Em fotografias enviadas às redações pelo PS/Faro é possível ver áreas onde houve desabamento de terras, que causaram estragos em zonas que já estavam asfaltadas.

«O Partido Socialista de Faro tem razão quando alertou, em reunião de Câmara de abril de 2012 para a desestabilização dos taludes e em novembro passado para a degradação dos trabalhos já efectuados na Variante Norte a Faro e as consequências que o abandono da obra vai ter no seu custo final para o Estado e para os contribuintes», consideram os socialistas, numa Nota de Imprensa.

Os culpados desta situação, na visão do principal partido da oposição em Faro, são «a actual maioria PSD/CDS-PP na Câmara de Faro e no Governo», sobre os quais recaí a responsabilidade «pelo atraso, degradação e aumento de custos da conclusão» da obra.

O PS/Faro acusou o executivo camarário de «fazer uma gestão puramente eleitoral do Município mesmo quando beneficiar o seu partido é prejudicar Faro e o erário público».

«A coligação PSD/CDS-PP na Câmara Municipal de Faro e no Governo devem ser responsabilizados pelo atraso deliberado no reinício das obras da Variante Norte de Faro, com o objetivo de fazer coincidir a sua conclusão com as eleições autárquicas de 2013 e pelos eventuais custos acrescidos para os contribuintes portugueses com a degradação dos trabalhos já realizados», exigiram os socialistas.

Comentários

pub
pub