pub
Imprimir

«Grande Rota do Guadiana» vai ser apresentada na BTL

guadiana a péA GR 15, ou Grande Rota do Guadiana, já está pronta a percorrer e vai ser apresentada oficialmente na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). O objetivo é promover uma rota pedestre que atravessa três concelhos, desde o litoral, barrocal e serra e convida à descoberta.

São 65 quilómetros de rota pedestre [Grande Rota do Guadiana – GR 15], desde Vila Real de Santo António, passando por Castro Marim e terminando marcha em Alcoutim (ou vice-versa), que vão ser apresentados oficialmente na BTL no próximo dia 28 de Fevereiro (sábado), no Stand do Algarve.

A grande meta é afirmar o território como uma zona pedestrianismo e de turismo de natureza, tendo como grandes trunfos a paisagem, património, etnografia, atividade física e ar puro que conjugam e consolidam a oferta de percursos pedestre no Baixo Guadiana. A BTL começa hoje e decorre até 1 de Março na FIL (Parque das Nações).

O início ou fim da GR 15 é em VRSA, também ponto de ligação à Ecovia do Algarve em direção a Sagres, um corredor verde com uma extensão de 214 quilómetros devidamente sinalizado.

rio guadianaO percurso segue para Castro Marim, atravessa a vila em direção a Monte Francisco, passa pelas localidades de Junqueira, Azinhal, Almada de Ouro, Alcaria, Odeleite, Foz de Odeleite e entra no concelho nordestino de Alcoutim, na aldeia serrana de Corte das Donas, onde começa a subida do rio com passagem pelas localidades de Álamo, Guerreiros do Rio, Laranjeiras e Montinho das Laranjeiras até ao Miradouro do Pontal. A GR 15 continua pela povoação do Marmeleiro até chegar à vila de Alcoutim, esta por sua vez com ligação à Via Algarviana.

A Associação Odiana implementou no Baixo Guadiana uma rede de 135 quilómetros de percursos pedestres de Pequena Rota (PR), sendo que a GR vai ser a primeira grande via implementada neste território que permite a ligação a pé do litoral ao interior serrano.

O projeto «Grande Rota do Guadiana» é financiado em 60% pelo PRODER – Subprograma 3,medida 3.2., Acão 3.2.1 – Conservação e Valorização do Património Rural.

Comentários

pub