Lagoa cria gabinete para apoiar agricultores do concelho

Esta pretende ser «uma resposta de proximidade, pluridisciplinar, de aconselhamento e apoio técnico aos agricultores sedeados no concelho»

A Câmara de Lagoa criou um Gabinete de Apoio ao Agricultor (GAA), que irá funcionar a partir de dia 15 de Setembro no Parque de Feiras de Agricultura, Turismo, Artesanato, Comércio e Indústria de Lagoa (FATACIL).

Esta «pretende ser uma resposta de proximidade, pluridisciplinar, de aconselhamento e apoio técnico aos agricultores sedeados no concelho», segundo a Câmara de Lagoa.

A nova estrutura surge ao abrigo de um protocolo de protocolo de cooperação com a Vicentina-Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste, assinado a 1 de Setembro.

O gabinete está vocacionado «para prestar informações, aconselhamento e apoio técnico a todos os empreendedores do setor agroalimentar – agricultura, pecuária, transformação agroalimentar, comercialização – do concelho».

«Procura-se, assim, criar e apoiar dinâmicas em torno destes setores de atividade económica, do seu desenvolvimento e da sua adaptação a novas regras, orientações políticas e de sustentabilidade, desde os apoios ao investimento até à sua instalação, passado pelo licenciamento, parcelário, declaração de existências e outros processos necessários à atividade», segundo a autarquia.

 

 

O apoio será assegurado por técnicos da Associação Vicentina em articulação com consultores e serviços especializados que colaboram com a associação no âmbito das suas atividades de desenvolvimento local e rural.

O GAA de Lagoa está instalado e funciona com atendimentos presenciais quinzenais, à quarta-feira das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

Apesar de o atendimento presencial só começar na próxima semana, «estão desde já disponíveis outras formas de comunicação, através do endereço eletrónico gaalagoa@vicentina.org e do telefone 282 680 120».

«Era de vital importância a criação desta resposta para a agricultura, para os nossos agricultores e, em particular, para a produção de vitivinícola e para os nossos vitivinicultores. Todos os dias eles deparam-se com muita legislação, com falta de apoio técnico que, muitas vezes, faz com que percam fundos comunitários importantíssimos para o desenvolvimento da sua atividade», considerou Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal de Lagoa, que presidiu à cerimónia.

 

 

 



Comentários

pub