Perto de de mil freguesias estão no terreno a prestar apoio a idosos e doentes crónicos

Informação da ANAFRE, a Associação Nacional de Freguesias

Cerca mil freguesias estão no terreno a prestar apoio a idosos, doentes crónicos ou com mobilidade reduzida na aquisição e entrega em casa de bens de primeira necessidade e medicamentos, anunciou hoje a Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE).

“Entre linhas telefónicas gratuitas para combater a solidão, entregas de compras e de medicamentos ao domicílio, passeio de animais domésticos e outras necessidades, em todos os distritos, 18 no total, há respostas sociais”, refere a ANAFRE, em comunicado.

A ANAFRE recorda que, ainda antes de o estado de emergência ter sido declarado devido à pandemia de covid-19, cerca de mil freguesias “já estavam no terreno a assegurar que os que mais precisavam se mantinham em casa”.

O decreto do Governo que estabelece as medidas excecionais a implementar durante a vigência do estado de emergência, que entra em vigor às 00:00 de domingo, indica que ficam sujeitos “a um dever especial de proteção” os maiores de 70 anos, os imunodeprimidos e os portadores de doença crónica que, de acordo com as orientações da autoridade de saúde, devam ser considerados de risco.

Este grupo só pode circular em espaços e vias públicas em algumas circunstâncias definidas no decreto, nomeadamente para aquisição de bens e serviços, deslocações por motivos de saúde, deslocação a estações e postos de correio, agências bancárias e agências de corretores de seguros ou seguradoras.

São ainda permitidas deslocações de curta duração para atividade física e passeio dos animais de companhia.

“Numa altura de combate acérrimo ao novo coronavírus e de cumprimento escrupuloso das medidas decretadas pelo Governo, as freguesias têm estado no terreno com respostas sociais de louvar. Estão a ajudar e a assegurar, em permanência e no quadro das suas possibilidades, que aos grupos de risco nada lhes faltará”, refere Jorge Veloso, presidente da ANAFRE, citado no comunicado.

Comentários

pub
pub