Lagos reduz taxas para comerciantes dos mercados municipais

Redução ascende aos 50%, na época baixa

A Câmara de Lagos vai reduzir as taxas mensais de ocupação das bancas, lugares de terrado e lojas dos mercados municipais de Santo Amaro e da Avenida dos Descobrimentos, de modo «a manter a ocupação dos mercados e estimular o funcionamento e dinamização destes espaços de consumo de bens alimentares frescos e outros produtos essenciais».

A autarquia decidiu aplicar aos ocupantes de todas as bancas e lojas existentes no interior dos mercados «uma redução de 50% nas taxas de ocupação mensal a vigorar em época baixa (nos períodos de Janeiro a Março e de Outubro a Dezembro) e de 25% nos meses de Abril a Setembro».

A proposta aprovada na Reunião de Câmara de quarte-feira «prevê também uma redução de 10% (de Janeiro a Dezembro de 2020) do valor das rendas pagas pelos ocupantes das lojas exteriores do Mercado de Santo Amaro, uma redução inferior às restantes atendendo ao facto desses estabelecimentos não estarem sujeitos ao horário do Mercado (que funciona apenas no período da manhã) e terem a possibilidade de funcionar no horário do restante comércio. Estas reduções irão ainda ser aplicadas retroativamente a janeiro de 2019», segundo a Câmara de Lagos.

«A medida, que tem sido adotada desde os anos da crise, foi agora alargada, atendendo ao contexto, que, embora de recuperação económica, continua cada vez mais exigente face ao aumento da concorrência proveniente das grandes superfícies», justifica.

«Preocupados com o futuro destes espaços de venda tradicional, os membros do executivo manifestaram igualmente o seu empenho em encetar um processo de reflexão que permita equacionar e lançar, para além desta, outras medidas de dinamização, visando atrair a procura e garantir a viabilidade económica dos pequenos negócios familiares que são o motor dos mercados municipais», conclui a autarquia.

Comentários

pub
pub