Associação Cultural Música XXI celebra 20 anos de atividade

Após a festa, toma posse a nova direção

A Associação Cultural Música XXI irá celebrar os seus 20 anos de atividade ininterrupta no campo cultural, no próximo dia 15 de Fevereiro, às 21h30, no Club Farense, em Faro.

Música, teatro, fotografia, edição, formação e promoção de festivais são algumas das produções a que esta associação se tem dedicado desde a sua génese em 2000, por um coletivo de entusiastas da cultura, encabeçados por Paulo Cunha, presidente da direção até 2006.

Pioneira na produção de atividades como a Música de Pais para Filhos, as Estórias para Instrumentos, o Festival de Órgão do Algarve, a exposição do World Press Photo, e ainda a criação e apresentação de espetáculos de teatro a partir de textos originais, esta associação tem contribuído para um maior envolvimento do público algarvio com a Cultura.

No dia 15 de Fevereiro, a celebração contará com a participação de associados que integram grupos como o “Vá-de-Viró, o coral “Outras Vozes”, a banda “Al-Fanfare” o grupo de Teatro “DoisMaisUm”, e o quarteto de flautas “F3”. Afonso Dias, Gonçalo Pescada, Rui Afonso, Marisa Mendes, Francisco Brazão e Adriano St. Aubyn também farão parte dos artistas que irão dar vida a esta celebração.

No final das apresentações, haverá a cerimónia de tomada de posse dos novos corpos sociais para o triénio 2020/2022 e todos cantarão os parabéns ao trabalho desenvolvido por estes obreiros da cultura.

As entradas terão um custo simbólico de 3 euros e o público poderá contar com uma lembrança evocativa desta data.

 

ASSOCIAÇÃO CULTURAL MÚSICA XXI

Triénio 2020-2022

Direção:
Presidente: Ana Cristina Oliveira
Vice-Presidente: Vera Rocha
Tesoureiro: Patrícia Neto Martins
Secretário: António Gambóias
Vogal: João Neves dos Santos
Suplente: Albano Neto
Suplente: Igor Martins

Conselho Fiscal:
Presidente: Maria do Rosário Arenga
Vogal: André Lopes
Vogal: Carla Lúcio

Mesa da Assembleia Geral:
Presidente: Paulo Cunha
Vice-Presidente: Mário Cabrita Silva
Secretário: Francisco Gil

 

 

Comentários

pub
pub