Tiros que mataram jovem na discoteca Lick destinavam-se a um segurança

Homicida foi identificado pelos funcionários da discoteca, que o conheciam

O jovem de 19 anos que foi morto a tiro esta madrugada junto à discoteca Lick, em Boliqueime, foi atingido na cabeça por balas que se destinavam a um segurança deste espaço de animação noturna.

Segundo o Sul Informação apurou, a vítima fazia parte do staff da discoteca, mas não do corpo de segurança, e estava no exterior do espaço a colocar pulseiras de acesso nos clientes.

Acabou por ser ele o atingido pelas balas disparadas por um homem que tinha sido barrado à entrada da discoteca algum tempo antes e que se destinariam a um segurança.

O homicida, que está em fuga, foi identificado por vários funcionários da discoteca, que o conheciam, tendo em conta que, segundo disse ao nosso jornal fonte que estava no local, era o namorado de uma antiga trabalhadora do espaço.

A mota na qual o atirador fugiu e, mais tarde, abandonou, estaria no nome da rapariga, que já terá prestado declarações à Polícia Judiciária, revelou a mesma fonte.

O rapaz, depois de ter sido atingido, ainda foi transportado para o Hospital de Faro, mas não resistiu aos ferimentos.

Comentários

pub
pub