Portimão vai ser a capital da Vela Adaptada em Setembro e Outubro

A Vela Solidária, o Iate Clube da Marina de Portimão e a Teia D’Impulsos querem pretendem fazer deste evento desportivo um marco no desporto adaptado em Portimão

Dois campeonatos, um nacional e outro europeu, e dois estágios nacionais e internacionais de vela adaptada, a decorrer em Setembro e Outubro, vão tornar Portimão a capital desta modalidade, num projeto da Teia D’Impulsos, em parceria com o Iate Clube da Marina de Portimão.

De modo a «afirmar a excelentes condições existentes para a prática da vela», a Vela Solidária, projeto da Teia D’Impulsos, em parceria com o Iate Clube da Marina de Portimão, irá organizar os Campeonatos Nacional e Europeu de Vela Adaptada, a decorrer de 27 a 29 de Setembro, e de 5 a 12 de Outubro, respetivamente.

O velejador Luís Brito, coordenador do projeto Vela Solidária, da Teia d’Impulsos, sublinha que «este é o maior desafio alguma vez assumido em terras lusas, no que respeita à vela adaptada».

A organização destes eventos, acrescenta Luís Brito, «resulta do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde 2012, com a constituição da escola de vela adaptada, a participação em todas as provas de âmbito nacional (três em cada ano) e em campeonatos da Europa e do Mundo (oito no total), a organização de dois campeonatos nacionais (2015 e 2017), para além do programa de competências pessoais, que já integra anualmente cerca de 300 pessoas com deficiência».

Estes eventos, acrescenta, «diferenciam-se no seio de Portimão Cidade Europeia do Desporto, uma vez que se trata de um desporto náutico praticado por pessoas com deficiência».

No Campeonato Nacional, prevê-se a participação de 40 velejadores nacionais, enquanto o número de velejadores, no Europeu, deverá ascender a 150, em representação de 20 países, europeus e não só. «No conjunto dos dois campeonatos e dos estágios, teremos, durante duas semanas, mais de 400 pessoas envolvidas neste que será o maior evento de vela adaptada da Europa no ano de 2019».

Os campeonatos terão como base a Marina de Portimão, com as regatas a ter lugar no estuário do Rio Arade.

O coordenador do projeto salienta que «a Vela Solidária, o Iate Clube da Marina de Portimão e a Teia D’Impulsos pretendem fazer deste evento desportivo um marco no desporto adaptado em Portimão, nas políticas e ações relacionadas com as acessibilidades e com o turismo acessível, na angariação de novos parceiros e na facilitação de redes de cooperação».

«Queremos que o Campeonato da Europa de Vela Adaptada seja um catalisador de crescimento, consciencialização e valorização humana e dos recursos naturais», acrescenta Luís Brito.

O responsável destaca, além de outras parcerias, a que foi estabelecida com a Universidade do Algarve, «no sentido de desenvolver um plano de análise e avaliação de impacto dos eventos, criação de programas turísticos e rotas acessíveis e ainda no planeamento, implementação e gestão destes eventos».

«Queremos que, durante 15 dias, estes velejadores especiais, suas comitivas e os elementos da organização tenham uma experiência única e para tal, contamos com parceiros também eles especiais pela sensibilidade e empenho nesta causa», conclui Luís Brito.

 

Programa:

>>Campeonato Nacional Vela Adaptada – 27 a 29 de Setembro

>>Estágio Internacional de Vela Adaptada (ParaWorldSailing) – 30 Setembro a 5 Outubro

>>Estágio Nacional de Vela Adaptada (APCA) – 30 Setembro a 4 Outubro

>>Campeonato da Europa HANSA – Vela Adaptada, 5 a 12 de Outubro

 

 

Comentários

pub
pub