Procissão pelo mar, fogo de artifício e música celebram Senhora da Orada em Albufeira

Espetáculo de fogo de artifício está marcado para 14 de Agosto

As festas em honra de Nossa Senhora da Orada, padroeira dos Pescadores, estão de regresso a Albufeira entre 3 e 15 de Agosto. O programa integra a celebração da Eucaristia, a tradicional procissão pelo mar, a bênção aos pescadores e às suas embarcações, para agradecer e pedir proteção à Virgem e um bom ano de faina, uma oração mariana cantada no adro da ermida, animação musical e fogo-de-artifício sobre a baía de Albufeira.

A Câmara de Albufeira explica que «a Festa em honra da Nossa Senhora da Orada é uma tradição que vem de longe e que todos os anos reúne centenas de pessoas para agradecer e pedir a proteção da Virgem, conhecida por abençoar os pescadores da terra».

Segundo a autarquia, «reza a história que os habitantes de Albufeira, outrora vila piscatória, assistiram a vários milagres de Nossa Senhora, testemunhados nos “ex-votos” que se encontram guardados na Ermida da Orada. Trata-se de uma manifestação religiosa de grande significado para os albufeirenses, que se realiza há mais de 500 anos, e que atualmente já faz parte dos principais roteiros de turismo religioso a nível nacional».

O padre Semedo Azevedo, na sua obra sobre a Senhora da Orada (1956), conta que, até vir para Albufeira (11 de Agosto de 1934), sempre perseguiu a imagem da santa padroeira dos Pescadores: «No dia 14 desse mesmo mês, celebra-se a festa de Nossa Senhora da Orada. E quando a imagem da Virgem Santíssima, por entre o respeito dos seus filhos que devotamente se ajoelham à sua passagem pela alameda, entra no adro da sua igreja, então, como por encanto, se renova o quadro encantador da minha meninice: a Senhora Grande, Esbelta, de manto azul, era a Senhora da Orada!».

Semedo Azevedo lembra também que, até alguns anos depois de 1910, a procissão de Nossa Senhora da Orada, só dava a volta ao adro da igreja, e que o «prior Romão é que alterou esse itinerário, fazendo com que a imagem passasse à alameda, indo depois pelo adro da parte sul e regressando à igreja. No nosso tempo, começou-se a trazer a procissão até ao alto da Baleeira».

Hoje, «um dos momentos mais emocionantes é a continuidade dessa procissão por mar, ao longo da costa», destaca a Câmara de Albufeira.

O programa de festividades tem início no dia 3 de Agosto, às 21h00, com a saída da Procissão de Nossa Senhora da Ermida da Orada em direção à Igreja Matriz, onde de 4 a 11 de Agosto decorre a Oração do Terço do Rosário (18h30) e celebração da Eucaristia (19h00).

No dia 10 de Agosto, está agendado um concerto no adro da Igreja Matriz com a banda musical de Tavira “Revenge 80`s”. A Igreja Matriz continua a acolher as celebrações no dia 12 com a Oração do Terço, às 19h00, seguida de Eucaristia, marcada para as 20h00. Depois, às 21h00, a Procissão de Nossa Senhora sai da Matriz para a Ermida de Nossa Senhora da Orada.

No dia 13 de Agosto, pelas 21h30, realiza-se a Oração Mariana cantada na ermida.

O ponto alto do programa está reservado para o dia 14 de Agosto com as celebrações a terem início pelas 16h15, na Ermida de Nossa Senhora da Orada, com a oração do Terço.

Às 17h00, celebra-se a Eucaristia, seguida de Procissão pelo mar, acompanhada da Banda Filarmónica de Paderne. À noite, às 22h00, os Al-Mouraria atuam no adro da ermida e, à meia noite, haverá o habitual fogo-de-artifício, que «promete riscar o céu de Albufeira, num magnífico espetáculo sobre a baía».

As comemorações em honra de Nossa Senhora da Orada encerram a 15 de Agosto, dia de Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, com a Eucaristia a ser celebrada em três locais distintos: Igreja Matriz (10h00), Balaia (11h30) e Ermida da Orada (19h00).

O evento é uma organização conjunta do Município e da Fábrica da Igreja Paroquial de Albufeira.

Comentários

pub
pub