PAN quer praias para cães no Algarve

Partido político pediu, esta semana, o agendamento urgente de uma reunião com a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL)

O PAN (Pessoas-Animais-Natureza) quer que os cães também possam frequentar praias do Algarve.

Neste sentido, o PAN pediu, esta semana, o agendamento urgente de uma reunião com a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL).

A ideia deste partido político é que sejam nomeadas, para já, pelo menos duas praias na região do Sotavento e do Barlavento algarvio. 

Todos os anos há «uma taxa muito elevada de abandono de cães, sendo o Verão a estação do ano em que os números registados são mais dramáticos», diz o PAN.

«Apesar de não haver lugar para qualquer tipo de justificação para este ato, as dificuldades sentidas pelas famílias em se fazerem acompanhar dos seus animais de companhia durante o período de férias tende a estar na base do problema».

Nesse sentido, o PAN considera de «elevada importância» a aposta na sensibilização da sociedade para esta problemática.

«As famílias querem fazer-se acompanhar do seu animal de estimação durante as férias, sem a preocupação de como este reagirá na ausência dos donos e sabemos que muitos deixam de comer e adoecem», diz Susana Santos, membro da Comissão Política Distrital de Faro.

Susana Santos esclarece que «o crescente número de mensagens de cidadãs e cidadãos que o PAN tem recebido a denunciar esta situação são reflexo da profunda insatisfação sentida, quer pelos habitantes da região, quer por aqueles que nos visitam, tendo muitos deles afirmado que irão escolher outro destino para o próximo ano, dada a intolerância que têm sentido».

A impossibilidade dos animais de companhia frequentarem as praias ocorre mesmo quando estas não são concessionadas ou quando não possuem qualquer sinalética a restringir a sua presença, graças ao Plano de Ordenamento da Orla Costeira entre Vilamoura e Vila Real de Santo António.

Comentários

pub
pub