Incêndio em Ourique já só tem uma frente ativa

Meios aéreos foram desmobilizados com o cair da noite

O incêndio que deflagrou esta tarde, em Vale Longo, no concelho de Ourique, mantém uma frente ativa e «há a expetativa de controlar o fogo durante a madrugada». No teatro de operações estão 289 operacionais, apoiados por 93 viaturas. Com o cair da noite, os meios aéreos foram desmobilizados.

Lucínia Aires, segunda comandante distrital de Operações de Socorro de Beja, adiantou aos jornalistas, cerca da meia-noite, que «neste momento o incêndio está apenas com uma frente ativa, duas delas já foram dominadas».

A expetativa de Lucínia Aires é que o incêndio seja controlado «durante a madrugada», uma vez que «os trabalhos estão a decorrer favoralmente».

No entanto, a responsável admite que possa existir «uma mudança nas condições meteorológicas» que altere esta previsão.

A partir das 6h00 da madrugada é esperada «uma intensificação do vento, mas contamos ter, nessa altura, todo o incêndio consolidado», acrescentou.

Para combater as chamas foram acionados os Grupos de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) dos distritos de Faro, Setúbal, Évora e Lisboa. Foram ainda mobilizados dois grupos da Força Especial de Proteção Civil (FEPC).

O alerta foi dado às 13h21 e, durante a tarde, o incêndio consumiu pasto, mato e eucaliptal. Segundo Lucínia Aires, «houve algumas casas na frente de fogo, mas foram protegidas pelos meios terrestres. Não temos indicação de habitações ardidas ou feridos»

Durante a tarde, seis meios aéreos ajudaram os bombeiros a combater o incêndio, que provocou uma coluna de fumo que foi visível no Algarve, em especial na zona central.

Comentários

pub
pub