Mákina de Cena ensina “Introdução à Improvisação” em Loulé

Entrada é livre

Créditos: Depositphotos

Um workshop sobre “Introdução à Improvisação” realiza-se este sábado, 27 de Abril, às 15h00, na sede da associação Mákina de Cena, na Rua Gonçalves Zarco, em Loulé.

Este workshop tem como objetivo «descrever de uma forma prática e teórica os elementos basilares da improvisação, a solo e em conjunto e as suas aplicações na expressão, na criação e no estudo da música», explica a organização.

Este evento marca o arranque do 1º Ciclo de Workshops de Música, com sessões mensais a Abril, Maio e Junho, e será orientado pelo baixista e compositor de jazz Marco Martins.

Nas próximas edições, além da improvisação, irão ser contempladas temáticas relacionadas com a teoria e prática musical, contando também com a presença de artistas e formadores internacionais que irão abordar a linguagem jazz standard.

Neste workshop de iniciação, vocacionado para todos aqueles que estão a começar o seu percurso musical, nos mais variados instrumentos; irão ser abordadas questões relacionadas com a Improvisação Musical tais como, conceitos base da improvisação, a sua presença na música clássica, jazz e moderna; várias formas de abordagem, organização e aplicação desta “ferramenta” e a sua utilidade no desenvolvimento do músico.

A entrada para este workshop é livre, mas é necessária fazer inscrição para o e-mail makinadecena@gmail.com

A Casa da Mákina é um espaço cultural e performativo que acaba de abrir ao público em Loulé, que nasce da vontade em fomentar o interesse e potenciar a criação e literacia artística. Pretende-se que seja um ponto de encontro, que possibilite a expressão e transmissão de saberes, num diálogo inclusivo que se
pretende o mais intergeracional e intercultural possível.

A Mákina de Cena é uma associação cultural sediada em Loulé, fundada em Março por iniciativa de Marco Martins e Carolina Santos, que pretende vocacionar o seu trabalho no campo das artes performativas, nomeadamente na área da música jazz e do teatro contemporâneo, e alargá-lo a outras áreas e disciplinas criativas, promovendo a transversalidade artística e o estabelecimento de parcerias com outras entidades culturais da região para o desenvolvimento dos seus projetos.

Comentários

pub
pub