Algarve divulga a sua riqueza e diversidade turística na BTL

Região vai apresentar o Observatório para o Turismo Sustentável

Foto de Arquivo: Pedro Lemos|Sul Informação

Natureza, desporto, cultura e gastronomia e vinhos são alguns dos atrativos turísticos que o Algarve vai levar à Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), entre 13 e 17 de Março, na FIL, com «o objetivo de divulgar a riqueza e a diversidade da oferta da região».

Segundo a Região de Turismo do Algarve (RTA), a presença neste certame «faz-se com um conjunto de iniciativas direcionadas quer para profissionais do setor, quer para o grande público».

A RTA explica que, «especificamente preparados para o público especializado, estão momentos como a apresentação do “Observatório para o Turismo Sustentável” (14 de Março, 14h00) com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e do presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), João Fernandes».

Em destaque no certame estarão também projetos nas áreas da natureza como o “Algarve Nature Fest”, o “Guia de Turismo de Natureza Júnior”, o novo “Guia de Percursos Pedestres do Algarve”, o “Revitalizar Monchique – o turismo como catalisador” e o “SustenTUR Algarve”. Já na área do património o foco vai para o projeto “Algarve by Choice” e na cultura para o programa “365 Algarve”.

Para o público em geral – para quem a BTL abre portas no dia 15, às 17h00 –, estão agendadas atividades como degustação de produtos regionais, provas de vinhos, música ao vivo e duas sessões de showcooking, no âmbito do projeto “Algarve Cooking Vacations”.

Todas as atividades acontecem no stand do Algarve (pavilhão 1), cujo design, segundo a RTA, «relembra as paisagens das praias algarvias e a luminosidade da região, e no qual estão representados os 16 municípios algarvios e 20 unidades hoteleiras e operadores turísticos».

João Fernandes, presidente da RTA, considera que «a participação do Algarve na BTL é sempre um momento importante para a sua reafirmação como principal destino turístico do país. Permite-nos comunicar de forma direta com profissionais e público em geral e mostrar o resultado do trabalho de parceria entre as entidades e os agentes do setor em prol do enriquecimento da oferta, da qualidade e das experiências da região».

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2018, o Algarve consolidou o desempenho turístico positivo registado ao longo dos últimos anos, com um aumento homólogo dos proveitos totais de 4,7%, para 1081 milhões de euros, e do número de hóspedes de 1,5%, para 4,2 milhões de hóspedes.

Comentários

pub
pub