Lagos tem 15 milhões para construir 195 novas casas

Programa Habitacional do Município de Lagos 2018-2021 foi aprovado na quarta-feira

A Câmara de Lagos aprovou na quarta-feira o Programa Habitacional do Município 2018-2021, no âmbito do qual conta investir 15 milhões de euros, nos próximos três anos, para construção de 195 novas casas de iniciativa municipal.

Este plano visa «dar resposta objetiva às necessidades sentidas no acesso da população à habitação e promover um equilíbrio entre a procura e a oferta», segundo a autarquia lacobrigense.

A Câmara de Lagos acrescenta que o mercado se encontra, atualmente, «desregulado e carente de soluções direcionadas para um leque alargado de agregados familiares que não têm capacidade financeira para fazer face às leis do mercado, dando origem ao crescimento dos pedidos entrados nos serviços da autarquia».

Em Outubro, aqueles serviços registavam 396 casos de procura de habitação, por parte de munícipes, dos quais «cerca de 80% devidos a falha de mercado e apenas 20% dizendo respeito a questões de grave carência habitacional e/ou condições de habitabilidade indignas, o que confirma a ideia de que as dificuldades são sentidas cada vez mais, por um leque diversificado de agregados, abrangendo também a dita classe média».

Este programa pretende «repor o equilíbrio entre os três segmentos de produção do mercado habitacional – o público, o cooperativo e o privado – que, no passado, gerou um número muito significativo de fogos construídos com apoio público (entre setor público, setor cooperativo, associações de moradores, SAAL, contratos de desenvolvimento para habitação e outras modalidades), correspondentes a cerca de 7% do total de fogos existentes no município».

«Desse universo, a autarquia detém, sob gestão municipal, em regime de arrendamento apoiado, 385 fogos», acrescentou a Câmara de Lagos.

Comentários

pub
pub