Investigação da UAlg sobre linguados dá pistas sobre influência da tiróide no crescimento humano

Investigação envolveu os centros de investigação CCMar e CBMR

Os linguados podem ajudar a compreender melhor a influência da hormona da tiróide no crescimento humano, graças a uma investigação feita na Universidade do Algarve (UAlg).

Uma equipa de investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMar) e do Centro de Investigação em Biomedicina (CBMR), da Universidade do Algarve, liderada por Marco Campinho, publicou um artigo na revista Scientific Reports «onde dá a conhecer, pela primeira vez, um mecanismo fundamental no desenvolvimento dos peixes planos (como é o caso do linguado)».

«Os investigadores descobriram que a migração do olho em peixes planos (assimétricos), de um lado da cabeça para o lado oposto, é coordenada pela hormona da tiróide», segundo a UAlg.

A descoberta feita por este grupo de investigação, que integra, além de Marco Campinho, Cláudia Florindo (CBMR), Gabriel Martins (IGC) e Manuel Manchado (IFAPA-Spain), «permite identificar, de modo pioneiro, um novo mecanismo para esta hormona, que é já conhecida pelo público como sendo fundamental na regulação do crescimento e desenvolvimento do organismo humano e, em especial, do sistema nervoso central».

O principal objetivo deste projeto de investigação era «compreender os mecanismos de desenvolvimento pós-natal dependentes da hormona da tiróide». Desta forma, a equipa de investigação «recorreu a avançadas técnicas de microscopia e reconstrução 3D, em combinação com dados genéticos/genómicos, que lhes permitiram chegar a esta importante conclusão».

Os resultados obtidos poderão ser importantes «não apenas para perceber a diversidade biológica do mundo que nos rodeia, como também para compreender a complexa rede de vias de sinalização em mamíferos, sugerindo novas pistas e novas funções para esta hormona», segundo os cientistas responsáveis pelo estudo.

Esta foi, ilustrou a UAlg, uma linha de investigação que partiu «dos peixes para dar a conhecer aos humanos um novo mecanismo desconhecido para aquela que é considerada como a força motriz no processo de crescimento».

Comentários

pub
pub