Moncarapacho viveu «dias de loucura» no «melhor Carnaval de sempre»

Moncaparacho viveu «dias de loucura», a 11 e 13 de Fevereiro, num Carnaval que foi «o melhor de sempre».  De […]

Moncaparacho viveu «dias de loucura», a 11 e 13 de Fevereiro, num Carnaval que foi «o melhor de sempre». 

De acordo com a União de Freguesias de Moncarapacho e Fuzeta, «as ruas rebentaram pelas costuras, principalmente na terça-feira, para verem e brincarem com os cerca de 500 foliões que deram vida aos 14 carros alegóricos que participaram no corso carnavalesco».

«E, no final, as opiniões eram unânimes: nunca tinham visto em Moncarapacho tanta gente como nos dias de Carnaval», diz a autarquia.

“A festa do dragão chinês”, “A antiga civilização egípcia”, “A alucinante vida noturna de Las Vegas”, “Os três mosqueteiros”, “Os piratas das Caraíbas” ou “A aviação na 2ª Guerra Mundial” foram alguns dos temas dos carros alegóricos que fizeram os visitantes viajar no tempo.

«Como não podia deixar de ser, o toque tropical foi dado por um carro com bailarinas brasileiras, num corso onde também não faltaram andas, malabaristas e palhaços».

O Carnaval de Moncarapacho, que reclama ser o mais «autêntico e genuíno» do Algarve, distingue-se «pelas peculiares flores de papel que revestem os carros alegóricos, que lhe conferem o cognome de “Batalha das Flores”».

Como complemento ao evento, realizaram-se de sexta-feira (dia 9) a terça-feira (dia 13) bailes de máscaras na Casa do Povo de Moncarapacho.

 

Comentários

pub
pub