Lagos quer geminar-se com Alcácer Quibir, o município marroquino de Ksar El Kibir

Lagos quer celebrar um acordo de geminação com o Município de Ksar El Kebir, ou seja, a mítica Alcácer Quibir, […]

Lagos quer celebrar um acordo de geminação com o Município de Ksar El Kebir, ou seja, a mítica Alcácer Quibir, em Marrocos, devido ao «passado comum de enorme relevância para ambos». 

A Câmara Municipal deliberou, na sua última reunião pública de Janeiro, propor à Assembleia Municipal de Lagos a celebração deste acordo.

O acordo de geminação tem como objetivo principal o desenvolvimento de vínculos permanentes entre ambos os Municípios, «conducentes ao aprofundamento do conhecimento das identidades culturais locais, em termos de tradições, costumes, memória histórica e património, ao intercâmbio de atividades e eventos culturais, patrimoniais e artísticos e à participação conjunta em projetos de interesse comum», diz a Câmara de Lagos.

Esta decisão foi tomada considerando vários fatores, nomeadamente, o facto de Lagos ter sido a cidade sede dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa em África, iniciada em Marrocos, e de onde partiram as tropas comandadas pelo Rei D. Sebastião para a Batalha de Alcácer Quibir ou de Oued El Makhazen, travada nas imediações daquela cidade marroquina.

Há ainda o facto de Ksar El Kebir ter sido uma das principais cidades da resistência marroquina às praças-forte portuguesas em Marrocos, de onde saiu o exército que fez frente ao exército português na Batalha de Alcácer Quibir e que terá acolhido o corpo de D. Sebastião após a sua morte.

Em suma, Lagos e Ksar El Kebir partilham um passado comum, com base na figura do Rei D. Sebastião e dos eventos da Batalha de Alcácer Quibir ou de Oued El Makhazen, cuja «memória sombria se pretende transformar num futuro relacionamento de cooperação».

«Neste sentido, é partilhada pelos dois Municípios a vontade de aprofundar laços de amizade, de cooperação e de solidariedade e darem notoriedade aos respetivos territórios, através da promoção de experiências que contribuam para o bem-estar e a qualidade de vida das populações», diz a Câmara de Lagos.

«Também existe o entendimento da Cultura e do Turismo, em ambos os Municípios, como importantes fatores de desenvolvimento, de competitividade e diferenciação, e o facto de terem a perceção da estratégica importância do património histórico-cultural na promoção de um desenvolvimento integrado e sustentável».

Este acordo de geminação conta com o apoio institucional da Embaixada de Portugal em Marrocos e com o particular entusiasmo da embaixadora Maria Rita Ferro.

Comentários

pub
pub