André Jordan, João Cravinho e Guilherme d’Oliveira Martins debatem economia do Algarve

André Jordan, Guilherme d’Oliveira Martins e João Cravinho são convidados da segunda sessão do ciclo de conversas “O Algarve, Portugal e […]

Guilherme d’Oliveira Martins

André Jordan, Guilherme d’Oliveira Martins e João Cravinho são convidados da segunda sessão do ciclo de conversas “O Algarve, Portugal e o Futuro” , que vai debater a economia algarvia esta sexta-feira, a partir das 21h00, no Anfiteatro da Escola Secundária João de Deus, em Faro.

O painel reúne especialistas na matéria.

Por exemplo, João Cravinho foi ministro do Equipamento, Planeamento e Administração do Território, ao passo que André Jordan foi o grande mentor do empreendimento turístico Quinta do Lago.

Já Guilherme d’ Oliveira Martins foi ministro das Finanças e agora é administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian.

Para o debate foram convidados também António Rebelo de Sousa, economista, e Vítor Neto, antigo secretário de Estado do Turismo e atual presidente do NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve.

A moderação será de Maria Augusta Casaca, jornalista da TSF, e, a sessão terá como novidade um painel de intervenções constituído por André Oliveira, João Ministro e Luís Serra Coelho.

Para pensar e debater este tema, «propôs-se aos intervenientes não um diagnóstico de problemas, embora a sua identificação assuma relevância tanto na definição de objetivos como de caminhos a seguir, nem um exercício de reflexão prospetiva e consequente elaboração de cenários de desenvolvimento», explica a editora “Sul, Sol e Sal”, que promove este ciclo de conversas, em parceria com o Rotary Clube de Faro.

O que se pediu foi, então, «a adoção de uma perspetiva afetiva. Que país e que região, cada um deles, deseja no futuro? Desejar sem perder o pragmatismo necessário para identificar áreas chave, políticas estratégicas, modos de ver e de fazer diferente».

«O que é que é preciso fazer na estrutura produtiva, na internacionalização da economia, no papel do Estado para termos», no futuro, «o Algarve e o Portugal que cada um traz no coração?».

A abrir a sessão será apresentado o estudo “O Algarve: Análise Socioeconómica”, uma encomenda da Sul, Sol e Sal a Celina Luís e António Rebelo de Sousa.

O estudo faz um retrato atual do Algarve, levantando as estatísticas mais atualizadas referentes ao seu território, à sua demografia, ao seu contributo para a riqueza nacional e à sua dinâmica socioeconómica, apontando as questões mais relevantes nestes domínios, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável de médio prazo.

A entrada para a sessão é gratuita. Esta iniciativa será transmitida em streaming e poderá ser acompanhada, em direto, na página de Facebook da Sul, Sol e Sal.

No primeiro ciclo de conversas, João Guerreiro, antigo reitor da Universidade do Algarve, defendeu a necessidade de haver um «projeto regional» para o Algarve. 

Comentários

pub
pub