Festival internacional torna Loulé a “capital” do Jazz até domingo

Três noites, cinco concertos, mas apenas um estilo musical. O Festival Internacional de Jazz de Loulé volta à Alcaidaria do […]

Três noites, cinco concertos, mas apenas um estilo musical. O Festival Internacional de Jazz de Loulé volta à Alcaidaria do Castelo desta cidade a partir de hoje, dia 4 de Agosto, e até domingo, dia 6, para uma nova leva de concertos protagonizados por conceituados artistas nacionais e estrangeiros.

Hoje, sexta-feira, sobem ao palco “Paulo Luz Trio” e “João Barradas Trio”. Amanhã, sábado, o público poderá contar com atuações de Beatriz Pessoa e de “Grand Pianoramax”. No domingo, o festival encerra com um espetáculo do Trio de Jazz de Loulé, acompanhado por Perico Sambeat.

Nos dias 4 e 5 os concertos têm início às 21h30, enquanto no dia 6 o início está agendado para as 22h00. Todos os espetáculos são ao ar livre.

Este é um evento com a assinatura da Casa da Cultura de Loulé, que conta com direção artística do conceituado músico português Mário Laginha, que até tem uma “costela” louletana. A ideia principal da iniciativa é «promover o jazz entre a comunidade algarvia», ao mesmo tempo que insere este estilo musical na programação cultural de verão, «de forma a diversificar a oferta aos turistas que visitam a região», segundo a Câmara de Loulé.

Esta será a 23ª edição de um festival que é já uma referência a nível regional, no que toca ao jazz, e que permitiu trazer artistas de renome a Loulé, ao longo dos anos.

Kenny Wheeler, Norma Winstone, Ray Brown, Monty Alexander, Dave Douglas, Birelli Lagrene, Dewey Redman, John Nuggent, Dave Weckl, Kirk Lightsey, Ahmad Jamal, Peter King, Franco Ambrosetti, Louis Sclavis, Henry Texier, Aldo Romano, Anne Ducros, Gilad Atzmon, a Orchestre National de Jazz de France, Florin Nicolesco ou Johnny Griffin são alguns dos nomes internacionais que já passaram no festival.

No que diz respeito aos portugueses, já fizeram parte do alinhamento do evento Zé Eduardo, Carlos Bica, Carlos Barretto, Irmãos Moreira, Mário Barreiros, Pedro Guedes, Bernardo Sassetti, Mário Delgado ou as big bands Jazz na Filarmónica e Orquestra de Jazz de Matosinhos .

Comentários

pub
pub