“Leonard Cohen” e Tony Carreira vêm ao Cine-Teatro Louletano até final do ano

Muitos nomes sonantes do panorama musical português, no feminino e no masculino, com estilos bem distintos, mas também dança contemporânea, […]

Muitos nomes sonantes do panorama musical português, no feminino e no masculino, com estilos bem distintos, mas também dança contemporânea, propostas “fora da caixa” e espetáculos para os mais novos. A Câmara de Loulé anunciou os principais eventos que tem agendados para a temporada do Cine-Teatro Louletano que decorre entre Setembro e Dezembro, que prometem levar muita gente a esta sala de espetáculos.

Basta dizer que se poderá assistir a um concerto que junta em palco, duma assentada, David Fonseca, Jorge Palma, Márcia, Miguel Guedes e Samuel Úria. Este elenco de luxo irá protagonizar o espetáculo “As Canções de Leonard Cohen” e será «a única cidade do Sul» a recebê-lo.

O Cine-Teatro Louletano também será a única localidade algarvia por onde passará a digressão acústica de Tony Carreira, que prevê a realização de dois concertos, ambos no dia 19 de Novembro, e o espetáculo de homenagem à cantora chilena Violeta Parra, interpretado pela filha mais velha e pela neta da mesma, resultante da colaboração do Cine-Teatro com Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017.

Os últimos meses do ano também serão tempo de (continuar) a dar espaço às «grandes vozes no feminino». Na nova temporada, passarão por Loulé «Capicua (numa estreia absoluta no Algarve da sua nova banda/espetáculo), Cristina Branco (estreando na região o seu novo e premiado disco), Ana Bacalhau (numa estreia nacional, em Loulé, do seu novo disco a solo) e das prestigiadas Angelite – Vozes Búlgaras (que comemoram 30 anos de existência numa tournée mundial que integra Loulé como única cidade a sul do país contemplada pela digressão)», segundo a Câmara de Loulé.

Noutro registo, há concerto de Carlão marcado para dia 9 de Setembro, na sessão em que será apresentada na íntegra a programação do Cine-Teatro Louletano para a próxima temporada.

O público algarvio pode ainda contar com espetáculos de António Zambujo, Ala dos Namorados (que estreiam o seu novo disco Vintage) e Moonspell, «estes últimos apresentando o seu último álbum, um disco épico cantado em português e inspirado no terramoto de 1755».

Os músicos locais também terão a oportunidade de se mostrar e ao lado de artistas de renome, no ciclo “O Longe é Aqui”. O programa da nova temporada do Cine-Teatro contará com espetáculos do duo Flor de Sal (composto por Zé Francisco e Ana Figueiras) e de Vitorino e do músico quarteirense Poli Correia (Sam Alone), que se juntará a Jorge Palma num concerto acústico.

A dança contemporânea também terá lugar na programação e será trazida pelas companhias dos coreógrafos Olga Roriz e Paulo Ribeiro, que apresentarão, respetivamente, “Síndrome” e “Ceci n’est pas un film. Dueto para maçã e ovo”.

Para os mais novos, prosseguirá a parceria estratégica do agente cultural de Loulé com a Companhia de Música Teatral, que irá apresentar «um dos seus mais aclamados formatos interdisciplinares para bebés, ZYG, envolvendo as várias creches da cidade de Loulé bem como as famílias». No mesmo âmbito está prevista a realização de uma conferência performativa que dá a conhecer o processo criativo e as dinâmicas inerentes a esse espetáculo, bem como ação formativa «especialmente dirigida a todos os profissionais que trabalham com a primeira infância».

A comunidade escolar também terá eventos a si dedicados, nomeadamente a criação “A Cruzada das Crianças”, assente no triângulo arte-educação-cidadania, o qual tem vindo a ser aprofundado pelo Cine-Teatro ao nível da programação dirigida desde 2016 ao universo estudantil.

O público poderá contar novamente com uma colaboração entre o Cine-Teatro Louletano e o Festival Med, que trará a esta sala «um conjunto de espetáculos da sua programação que se inserem na temática deste evento de world music, dando a conhecer as bandas ou artistas que trazem a palco as sonoridades tradicionais e fusões musicais centradas nas raízes identitárias».

A próxima temporada também vai trazer ao Cine-teatro um novo ciclo temático de programação, denominado “Estórias silenciosas”, que se prolongará até 2018, e que consiste «na apresentação de propostas performativas que operam uma releitura contemporânea e questionadora sobre a (outra) História e a Sociedade (portuguesa e outras), sempre que possível com uma atenção sensível, crítica e lúcida perante a realidade atual em registos diversos que cruzam a História, a Sociologia e as Artes do Palco».

«Para o arranque deste ciclo foi convidada a companhia Teatro do Vestido – coletivo que tem vindo a desenvolver um reconhecido trabalho a partir da recolha de testemunhos e histórias de vida –, que apresenta, em absoluta estreia algarvia, o espetáculo “Um mini-museu vivo de memórias do Portugal recente”», anunciou a Câmara de Loulé.

Segundo a autarquia, a programação da próxima temporada tem subjacente uma visão geograficamente descentralizada, com vários eventos a ocorrer fora do Cine-Teatro, «caso do singular espetáculo teatral Viajantes Solitários (a bordo de um camião estacionado em Loulé) e dos concertos O Sul de José Afonso e de Poli Correia com Jorge Palma, ambos enriquecendo, respetivamente, a oferta cultural da freguesia de Alte e da cidade de Quarteira».

Para mais informações e reservas os interessados podem contactar o Cine-Teatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt.

Comentários

pub