Requalificação da praia de Monte Gordo vai começar com construção do maior passadiço do Sotavento

A Câmara de Vila Real de Santo António vai lançar, no início de Novembro, o concurso público para a reabilitação […]

Antevisão_Requalificação da praia de Monte Gordo_Passadiço_low_dr_CM VRSAA Câmara de Vila Real de Santo António vai lançar, no início de Novembro, o concurso público para a reabilitação da Praia de Monte Gordo, dando início a uma intervenção que, no total, prevê investimentos de 200 milhões de euros, em grande parte da responsabilidade de privados. Esta é «a maior obra de sempre de requalificação do litoral do concelho», diz a autarquia local.

A construção de um passadiço pedonal com dois quilómetros de extensão – um dos maiores do Sotavento -, ao longo de toda a frente marítima, será o primeiro passo desta operação que renovará o Monte Gordo. «Pela sua dimensão, constitui também uma das intervenções mais visíveis», diz a Câmara de VRSA.

A construção do passadiço terá o valor base de 1,3 milhões de euros e destina-se a garantir o acesso ao areal e aos novos apoios de praia, permitindo a deslocação ao longo das áreas balneares. Será iluminado em toda a extensão, terá zonas de descanso e criará um novo circuito pedonal e de lazer na marginal.

Em paralelo, o plano já aprovado contempla a demolição dos antigos apoios de praia, que serão substituídos por cerca de 20 novos apoios distribuídos por 10 zonas balneares. «A proposta integra ainda a continuidade do corredor e das zonas afetas à atividade piscatória, salvaguardando este importante setor da baía de Monte Gordo», ressalva a Câmara de VRSA.

Ao nível ambiental, será recuperado todo o cordão dunar, enquanto as construções a implementar serão sobrelevadas, de forma a evitar o pisoteio das dunas e da vegetação, e obedecerão a materiais e projetos sustentáveis.

Para Luís Gomes, presidente da Câmara de Vila Real de Santo António, «este é um claro sinal da mudança que vai ser levada a cabo na praia de Monte Gordo e é o ponto de partida para as dezenas de intervenções que irão ser realizadas durante o ano de 2017 e que incluem construção de uma unidade hoteleira de gama alta ou a criação de novos equipamentos de lazer e restauração». Estas outras intervenções irão dar origem à criação de um «grande passeio marítimo», diz a Câmara de VRSA.

Praia de Monte Gordo_dr CM VRSAJunta-se a estes equipamentos a eventual implementação de um conjunto de unidades turísticas, por parte de investidores privados, na zona do antigo parque de campismo de Monte Gordo, avaliado em 120 milhões de euros, bem como a construção de um novo empreendimento turístico na zona nascente de Monte Gordo, avaliado em 50 milhões de euros.

«O Plano de Ordenamento da Orla Costeira apenas previa a construção de oito apoios de praia, mas, através da sua revisão e do conjunto de reuniões que desenvolvemos com a Associação Portuguesa do Ambiente (APA), conseguimos a instalação de mais de 16 unidades, sendo que todos os empresários que detinham atividade na praia e tenham a sua situação regularizada perante a APA não necessitarão de submeter-se a concurso», acrescenta Luís Gomes.

«Todas estas medidas têm como ponto-chave o fim do que foi feito de mau no nosso concelho, especialmente no que diz respeito ao planeamento. Por essa razão, esta operação, sem precedentes, irá apostar em equipamentos de qualidade, com baixa densidade urbanística, proporcionando a Monte Gordo a manutenção das mais elevadas taxas de ocupação hoteleira do Algarve», prossegue o autarca de VRSA.

A intervenção será comparticipada pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e pela Agência Portuguesa do Ambiente. A Câmara de VRSA será responsável pela candidatura e irá suportar os encargos financeiros com o projeto, fiscalização e coordenação da obra.

Todas estas ações cumprem, na íntegra, as indicações do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura – Vila Real de Santo António, aprovado em 2005, cujo processo de revisão esteve em curso durante o ano passado.

Esta reabilitação da praia de Monte Gordo junta-se ao processo de requalificação da frente de mar, também promovido pela autarquia de VRSA.

 

Corrigida às 16h14, alterando o título, para o adequar ao conteúdo do artigo

Comentários

pub
pub