Ministros libertaram corvinas e viram cavalas “voadoras” ao largo de Olhão (com fotos)

A ministra do Mar Ana Paula Vitorino e o ministro Adjunto – e seu marido – Eduardo Cabrita navegaram, esta […]

Ministra do mar liberta corvinas (1)A ministra do Mar Ana Paula Vitorino e o ministro Adjunto – e seu marido – Eduardo Cabrita navegaram, esta manhã, ao largo de Olhão, onde, além de terem assistido à libertação de cerca de 12 mil corvinas e 5 mil sargos criados na Estação Piloto de Piscicultura de Olhão do IPMA, puderam observar o processo de alimentação de atuns na armação da Tunipex.

«Nunca tinha visto um canhão de cavalas!», dizia Eduardo Cabrita, enquanto observava a agitação marítima provocada pelos atuns que recebiam o alimento projetado de uma embarcação, que, todos os dias, fornece 14 toneladas de cavala aos peixes presos na armação.

Este momento foi um dos dos pontos altos da visita dos dois governantes, que chegaram antes das 10h00 ao porto de pesca de Olhão, para libertar as corvinas e sargos, acompanhados de José Apolinário, secretário de Estado das Pescas.

Ana Paula Vitorino, num estilo descontraído, demonstrou curiosidade sobre todo o processo, e, munida do seu telemóvel, filmou e fotografou um pouco de tudo o que se ia passando à sua volta.

Os peixes hoje libertados foram criados em cativeiro e pretendem o repovoamento de corvinas e sargos no mar, sendo que, para já, o principal propósito é a observação do seu comportamento em liberdade.

Às 12 mil corvinas libertadas esta quinta-feira, juntam-se cerca de 18 mil que foram libertadas no final de Julho.

Se, tal como Eduardo Cabrita, nunca tinha visto um canhão de cavalas, aproveite e veja na fotogaleria abaixo como é:

 

Fotos: Nuno Costa|Sul Informação

 

 

Comentários

pub
pub