Jovem atleta é grande esperança algarvia no Nacional de Ginástica Rítmica marcado para Portimão

A juvenil Dália Pronokhnya é a grande esperança algarvia para o Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Ginástica Rítmica, prova […]

ginástica rítmica em Portimão_01
Dália Pronokhnya a fazer espargata, um dos exercícios do seu treino diário de 4 horas

A juvenil Dália Pronokhnya é a grande esperança algarvia para o Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Ginástica Rítmica, prova que, pela primeira vez, se vai disputar em Portimão, nos dias 30 de Abril e 1 de Maio, com entrada gratuita.

Dália é uma das quatro atletas do Algarve que participam nesta que é a mais importante prova nacional de uma «modalidade muito difícil», e é também aquela em quem recaem as maiores responsabilidades, tendo em conta a sua recente boa prestação da Taça do Mundo de Ginástica Rítmica.

Este grupo algarvio integra atletas dos dois únicos clubes que, na região – aliás, em toda a zona a Sul de Setúbal – praticam a modalidade. Três são da Associação de Ginástica Rítmica de Portimão (Dália Pronokhnya, em juvenis, Helena Chen, em iniciadas, e Beatriz Dias, em juniores) e a quarta pertence ao Clube de Instrução e Recreio Mexilhoeirense, da Mexilhoeira Grande (Rita Gomes, sénior).

No Campeonato Nacional, que ontem foi apresentado em Portimão, participam 83 ginastas, de 19 clubes de Portugal Continental e da Madeira, na sua maioria situados na zona de Lisboa, Centro e Norte Litoral.

Segundo Andreia Sanches, diretora técnica da Federação Portuguesa de Ginástica, «é nesta prova que é atribuído o título de campeã nacional às ginastas de cada escalão». «Para as ginastas, esta é a prova máxima. Aqui se resume o seu trabalho de um ano», acrescentou.

 

Treino diário de 4 horas para as jovens ginastas de Portimão
Treino diário de 4 horas para as jovens ginastas de Portimão

 

Depois de Portimão ter estado muito ligado à modalidade durante 25 anos, por ter sido palco de várias Taças do Mundo, e de ter abandonado a prova devido às conhecidas dificuldades financeiras da Câmara Municipal, este Campeonato Nacional, que pela primeira vez se realiza no Algarve, «marca o regresso da Ginástica Rítmica a casa», como disse a vereadora do Desporto Ana Fazenda.

Na apresentação da prova, Andreia Sanches revelou que, para acolher o Campeonato Nacional, a Federação abriu candidaturas. «Esta não foi a única candidatura que recebemos, mas, dada a história, foi dada prioridade a Portimão». A própria diretora técnica, antiga atleta da modalidade, recordou os tempos em que competiu na cidade, «aqui mesmo, neste pavilhão», disse, referindo-se ao Pavilhão Gimnodesportivo, onde teve lugar a apresentação.

Mas o Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Ginástica Rítmica vai decorrer no Portimão Arena, que a vereadora Ana Fazenda salientou ser «um dos melhores espaços em todo o país para estes eventos».

E, também pela primeira vez, a entrada será gratuita, para o público, graças ao patrocínio do Centro Comercial Aqua (que comprou e oferece 2000 bilhetes) e da Junta de Freguesia (250 bilhetes). «Esta é uma exceção à regra federativa, já que todas as competições da Federação são de entrada paga. Mas aqui a entrada será livre, mediante os patrocínios que conseguimos», salientou Joaquim Paulino Duarte, presidente da Associação de Ginástica Rítmica de Portimão e um dos três responsáveis pela organização do Campeonato, a par da Federação e da Câmara de Portimão.

 

ginástica rítmica em Portimão_09
Apresentação do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Ginástica Rítmica

 

Assim, uma bancada é patrocinada pela Junta de Freguesia, que distribuirá convites a centros de idosos e escolas, enquanto as restantes bancadas são patrocinadas pelo Aqua, que os distribuirá no balcão de informações do próprio centro comercial, todos os dias, entre as 11h00 e as 23h00.

Todos os convites não distribuídos serão depois disponibilizados no dia 30, a partir das 9h00, no secretariado a funcionar no Arena, em conjunto com uma reserva de bilhetes que ficará retida para salvaguarda das pessoas que se desloquem de fora de Portimão, «nomeadamente as ligadas às comitivas de cada um dos clubes».

Ao longo dos dois dias da prova, o Campeonato vai trazer a Portimão uma comitiva de 150 pessoas, entre atletas, treinadores, dirigentes e delegados. Isto sem contar com familiares e amigos das atletas, algumas delas muito jovens.

A vereadora do Desporto fez mesmo questão de salientar a importância do evento para o concelho de Portimão, pelo movimento que traz à hotelaria, à restauração e a toda a economia local. «A prova é inteiramente patrocinada por diversas entidades, nomeadamente empresas, através da Associação Turismo de Portimão», disse Ana Fazenda.

«Para o Município, temos um custo zero, em termos de gastos. Mas há todo o trabalho dos nossos colaboradores, na logística e organização. A postura do Município tem sido promover iniciativas, desde que tenha parceiros. Da nossa parte, não investimentos dinheiro, mas cedemos o espaço, as licenças, os recursos humanos e os meios técnicos».

A vereadora Ana Fazenda acrescentou que «o município está muito expectante em relação a este Campeonato Nacional, porque será o trampolim para o que vai acontecer no próximo ano», que deverá ser o «regresso a casa» da Taça do Mundo, como o Sul Informação já tinha revelado em primeira mão em Fevereiro.

E porque, como salientou Andreia Sanches, «a ginástica rítmica é a disciplina onde a beleza e a elegância reinam», mas que exige «muito trabalho e muito sacrifício por parte das atletas, ao longo de anos», resta esperar que o público corresponda e encha o Portimão Arena. Para mais, como já se disse, porque os ingressos são gratuitos.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues|Sul Informação

 

 

 

Comentários

pub
pub