Faro vai ter um Terminal Rodoviário público

Faro vai ter um Terminal Rodoviário público, que será construído junto do Hotel EVA, num local atualmente utilizado como parque […]

Faro vai ter um Terminal Rodoviário público, que será construído junto do Hotel EVA, num local atualmente utilizado como parque de estacionamento. Esta nova infraestrutura pretende substituir o terminal privado que ocupa grande parte do rés-do-chão da unidade hoteleira e vai receber carreiras de todas as companhias de transportes.

O presidente da Câmara de Faro Macário Correia anunciou a construção deste novo terminal rodoviário no programa radiofónico Impressões, dinamizado em conjunto pelo Sul Informação e pela Rádio universitária do Algarve Rua FM. O programa pode voltar a ser ouvido na íntegra amanhã, sábado, às 12 horas.

Este é já um dos resultados da Comissão Municipal de Trânsito, mas não é o que avançará mais rapidamente. «A rede de transportes urbanos vai melhorar bastante e nos próximos meses isso será visível», assegurou o autarca.

O novo terminal rodoviário resulta do concurso de concessão dos transportes públicos municipais, que foi ganho pela transportadora EVA, já responsável pelas carreiras urbanas e grande parte das interurbanas de Faro.

«A empresa que ganhou era a que já cá estava, mas em condições completamente diferentes. Vai fazer um novo terminal rodoviário, porque aquele que existe, digamos que é a cave de um hotel e é privado», considerou.

O novo terminal «será público e será da cidade, ao dispor de qualquer operador que o queira utilizar e deixar ali passageiros». «Neste momento temos uma situação que acredito ser rara no país, a de ser uma cave de hotel, particular, que serve de ponto de chegada e partida de todas as carreiras públicas», ilustrou Macário Correia.

Bem antes da entrada em funcionamento desta nova infraestrutura, vão ser operadas muitas mudanças no sistema de transportes rodoviários de Faro. «Em princípio, dia 1 de abril poderá entrar em funcionamento um conjunto de novos autocarros, com novos horários e um passe que é compatível nos diferentes sistemas. Neste momento, há um passe para o Minibus e outro para os outros autocarros», revelou Macário Correia.

«Vai haver mais ligações à zona do Aeroporto, vamos ter viaturas com outras condições e características. Tudo isso vai mudar dentro de dois ou três meses. E isso já é sinal das decisões tomadas pela comissão», acrescentou.

No âmbito deste fórum que junta técnicos da Câmara, as forças de segurança e empresas do setor, também «o modelo de sinalética direcional da cidade foi melhorado e vão ser colocados dezenas de abrigos de passageiros, modernos, que hoje em dia há poucos, para as pessoas terem mais conforto enquanto esperam por uma viatura», disse ainda o presidente da autarquia.

Comentários

pub
pub