Rogério Pinto é o novo presidente da Câmara de Silves

Rogério Santos Pinto (PSD), que era até agora vice-presidente, foi na quarta-feira, dia 7, confirmado como presidente da Câmara Municipal […]

Rogério Santos Pinto (PSD), que era até agora vice-presidente, foi na quarta-feira, dia 7, confirmado como presidente da Câmara Municipal de Silves, sucedendo a Isabel Soares, que pediu a suspensão do seu mandato por ter sido eleita como administradora-delegada da empresa Águas do Algarve SA.

Isabel Soares já não participou na reunião do executivo que teve lugar na tarde de quarta-feira e se prolongou por longas horas, tendo sido Rogério Pinto a apresentar o pedido de suspensão, até 14 de outubro de 2013, do mandato da ex-autarca.

O pedido foi aprovado com dois votos do PSD (de Rogério Pinto e do vereador Jorge Guerreiro da Silva) e com a abstenção dos vereadores da oposição, três do PS (Fernando Serpa, Mário Maximino  e Lurdes Cristóvão) e uma da CDU (Rosa da Palma).

O PSD, que governa a Câmara de Silves mas não tem maioria, possui ainda um terceiro lugar na vereação mas, na reunião desta quarta-feira, ninguém apareceu para assumir o lugar deixado vago pela saída de Isabel Soares e subida dos restantes vereadores social-democratas.

É que, apesar de, na segunda-feira, em declarações ao Sul Informação, Isabel Soares ter falado na entrada de Graça Neto como nova vereadora, parece que o PSD está a ter dificuldade em encontrar quem queira assumir o lugar.

Aliás, na reunião, o vereador socialista Fernando Serpa manifestou a sua preocupação pelo «vazio» deixado pela saída da anterior presidente de Câmara, sem que antes estivesse garantida a sua substituição. «Nós quisemos saber quem vai preencher o lugar deixado vago pela senhora presidente, mas o novo presidente apenas disse que não sabia e que o nome será apresentado na próxima reunião, que é daqui a 15 dias», disse Fernando Serpa ao Sul Informação.

«Vemos com grande preocupação que o PSD local não tenha assegurado já o lugar de vereador em substituição da senhora presidente que saiu e nem sequer saiba ainda quando o fará. A Câmara de Silves vive momento de grandes decisões e não pode funcionar só com duas pessoas», sublinhou ainda o autarca da oposição.

Rogério Pinto, em declarações ao nosso jornal, tranquilizou a oposição: «estamos a fazer contactos e em breve teremos um nome». «A lista do PSD tinha outras pessoas e ainda não se esgotou. Temos pessoas disponíveis, que estão agora a ser contactadas», garantiu.

Em relação à situação da Câmara de Silves, o seu novo presidente assumiu como grande prioridade «honrar todos os nossos compromissos, nomeadamente com as Juntas de Freguesia, mas sempre agindo de acordo com a lei».

É que, salientou o novo edil, «o facto de o nosso Orçamento ter sido aprovado tarde, depois da entrada em vigor da chamada Lei dos Compromissos, criou-nos uma série de constrangimentos. Mas estamos a trabalhar no sentido de libertar alguns fundos para pôr a funcionar o que for possível».

Nesse sentido, na quarta-feira, na mesma reunião de Câmara, foi aprovada uma segunda versão do Plano de Pagamentos da dívida da autarquia às Águas do Algarve. «O Plano tinha já sido enviado ao Tribunal de Contas, que solicitou esclarecimentos, que foram feitos pelos serviços da Câmara em tempo record. Isso foi na quarta-feira à reunião de Câmara, e vai ser ainda hoje [ontem] enviado para o Tribunal de Contas, para obtermos o visto. Com isso, desbloquearemos os fundos de que precisamos para honrar os nossos compromissos, nomeadamente com as Juntas de Freguesia».

Enquanto o novo presidente Rogério Pinto está a ter um início de novas funções algo atribulado, no próximo sábado o PS/Silves vai reunir-se para tomar posição sobre a saída de Isabel Soares da Câmara local.

 

Quem é Rogério Pinto?

Natural da freguesia da Sé, em Faro, onde nasceu a 29 de Maio de 1953.

Formação Académica:
É licenciado em Educação Física.

Atividade Profissional:
É professor da disciplina de Educação Física, no Ensino Básico e Secundário, tendo passado por diversos estabelecimentos de ensino públicos e privados e por várias regiões do país.
Inicia funções de direção em estabelecimentos de ensino no ano de 1989, quando assume o cargo de Secretário da Comissão Instaladora da Escola Secundária de Lagoa, sendo, posteriormente, entre 1990 e 1993 Secretário do Conselho Diretivo dessa mesma escola.
Também exerceu cargos de responsabilidade pedagógica, nomeadamente o de Coordenador do Desporto Escolar na Escola Secundária de Lagoa e na E. B. 2, 3 Dr. António da Costa Contreiras, em Armação de Pêra (entre 1993 e 1995), bem como o cargo de Chefe de Departamento e de Presidente do Conselho Pedagógico desse último estabelecimento de ensino, no ano de 1994.
Entre 1997 e 2002 foi eleito Presidente do Agrupamento de Escolas de Armação de Pêra, Alcantarilha e Pêra.

Atividade Política:
É membro filiado do PSD.

Atividade Autárquica:
Inicia-se na vida autárquica no ano de 2002, aquando da realização das eleições nas quais seria eleito vereador permanente para a Câmara Municipal de Silves. Começou por ser responsável pelos pelouros da Cultura e Desporto, tendo depois assumido a vice-presidência da autarquia, tendo como pelouros áreas como Obras Municipais/Administração Direta, Planeamento e Gestão Urbana, Edifícios das Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico e Ambiente.

Comentários

pub
pub