Projeto para revolucionar Porto Comercial de Faro convence ministra e investidores

A ideia da Câmara de Faro e do CCMAR para o Porto Comercial da capital algarvia, o projeto Farformosa, está […]

A ideia da Câmara de Faro e do CCMAR para o Porto Comercial da capital algarvia, o projeto Farformosa, está a atrair investidores e foi acolhida «na generalidade» pela ministra do Mar, que decidiu criar um grupo de trabalho «com o objetivo de apresentar o Plano de Ordenamento do Espaço afeto ao Porto Comercial de Faro e ao Cais Comercial». O despacho que formaliza a criação deste grupo foi publicado em Diário da República, no dia 2 de Janeiro.

Rogério Bacalhau, presidente da Câmara de Faro, adiantou ao Sul Informação que, numa reunião com Ana Paula Vitorino, em Dezembro, «apresentámos a nossa visão para aquele espaço. A ministra acolheu a ideia na generalidade e o que ficou combinado era criarmos esta comissão que, a 90 dias, faria o estudo para que se avance para a urbanização do espaço, nos moldes em que tínhamos definido».

Segundo o autarca, o facto de a publicação do despacho, que formaliza a criação do grupo de trabalho, já ter sido feita, «é muito gratificante para nós e, nos próximos 90 dias, poderemos tomar medidas relativamente ao futuro daquele espaço, que está ali ao abandono e não serve ninguém».

Rogério Bacalhau

O presidente da Câmara de Faro adiantou ao nosso jornal que tem recebido contactos de «investidores e de representantes de investidores, estrangeiros e nacionais, a pedir informações. Hoje, vamos ter mais uma pessoa a querer saber o que vai acontecer naquele espaço. Isto dá-nos algumas garantias de que, se as coisas forem bem desenvolvidas, elas possam ser uma realidade e uma mais-valia para a região e para o país».

No despacho publicado pelo Ministério do Mar lê-se que o grupo de trabalho criado tem o objetivo «de apresentar o Plano de Ordenamento do Espaço afeto ao Porto Comercial de Faro e ao Cais Comercial», incluindo atividades e zonas destinadas a atividades específicas e diversificadas na área do Mar, o projeto de cronograma para a implementação dos objetivos, a avaliação ambiental estratégica e a avaliação económico-financeira do projeto.

A tutela considera que «o desenvolvimento e a criação de infraestruturas para atividades ligadas à investigação científica, ao empreendedorismo no âmbito das atividades marítimas, ao recreio, ao desporto náutico e marítimo e ao turismo vão permitir criar sinergias para um crescimento harmonioso da cidade».

Este grupo de trabalho é composto por um representante da ministra do Mar, três representantes da Câmara de Faro, um representante da Administração dos Portos de Sines e do Algarve, um representante da Docapesca e um representante do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

O projeto Farformosa foi idealizado pelo CCMAR da Universidade do Algarve e pela Câmara de Faro e prevê a criação de um empreendimento que junta a componente de investigação e ensino ao turismo, nomeadamente com a construção de uma marina, de um aquário, de vários hotéis e de residências assistidas para idosos.

Comentários

pub
pub