pub
Imprimir

Odemira apresenta cinco candidaturas ao concurso «7 Maravilhas de Portugal – Aldeias»

Santa Clara-a-Velha, São Martinho das Amoreiras, Vale de Santiago e Zambujeira do Mar são as quatro localidades do concelho que a Câmara Municipal de Odemira acaba de candidatar a cinco categorias do concurso «7 Maravilhas de Portugal – Aldeias».

As quatro localidades foram submetidas a concurso nas categorias Aldeias Ribeirinhas, Aldeias Autênticas, Aldeias Rurais, Aldeias de Mar e Aldeias em Áreas Protegidas.

Com esta candidatura, o Município de Odemira diz pretender «promover as aldeias e o território e, por conseguinte, a identidade coletiva do concelho».

 

Santa Clara-a-Velha concorre na categoria de “Aldeias Ribeirinhas”. Esta aldeia branca e florida, do interior do concelho, desenvolveu-se em redor da Igreja de Santa Clara de Assis (séc XVI), junto às terras férteis do vale do rio Mira.

A água assume um papel determinante na identidade da localidade, sendo ponto de referência a barragem de Santa Clara construída pelo Estado Novo, cuja albufeira cobre uma área de 1986 hectares, sendo das maiores da Europa.

 

Na categoria “Aldeias Autênticas”, apresenta-se São Martinho das Amoreiras. A sua interioridade reflete uma paisagem marcadamente serrana, onde predomina a floresta, destacando-se ainda a agricultura, pecuária, apicultura, olivicultura e extração de cortiça, bem como o cante, sendo que aldeia preserva muito da sua identidade original, sendo guardiã de costumes e saberes antigos.

Nela habitam tocadores de viola campaniça, homens do cante ao baldão e despique, poetas populares, apicultores, tiradores de cortiça, produtores de medronho, gente autêntica, como a sua aldeia.

Vale de Santiago é a concorrente a “Aldeias Rurais”. Esta aldeia do interior do concelho de Odemira vai buscar o nome à Ordem de Santiago, à qual pertenciam os seus campos e vales.

Apresenta um bonito traçado de ruas estreitas e caiadas, preservando a sua arquitetura tradicional. Na aldeia destaca-se a Igreja de Santa Catarina, a fonte de Nossa Senhora da Luz e, em seu redor, o montado, um cenário natural caraterístico e inspirador.

Do litoral do concelho, o Município de Odemira candidatou a aldeia da Zambujeira do Mar em duas categorias, “Aldeias de Mar” e “ Aldeias em Áreas Protegidas”.

Zambujeira do Mar é uma aldeia marítima, de casario concentrado e harmonioso, que encontrou no mar a sua fonte de inspiração. Rodeada de praias e falésias imponentes, a sua identidade marítima é vincada pela destreza da sua comunidade piscatória e pelas artes tradicionais preservadas ao longo de gerações.

Insere-se no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que protege uma flora e fauna selvagens únicas. Em 2012, a Praia da Zambujeira do Mar foi eleita a Melhor Praia Urbana do país e o Parque Natural que a protege foi, em 2010, finalista nas Maravilhas Naturais, no âmbito do concurso das 7 Maravilhas.

A 7 de Abril serão conhecidas as 49 aldeias pré-finalistas do concurso 7 Maravilhas Portugal, sendo que entre 9 de Julho e 20 de Agosto serão escolhidas as 14 finalistas.

A votação em cada uma das categorias das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias decorre entre o dia 20 de Agosto e a Gala Finalíssima, que será realizada a 3 de Setembro.

Comentários

pub