pub
Imprimir

Empresas apoiam alunos de mestrado da UAlg para investir no seu futuro

Protocolos Bolsas Mérito Mestrados FE_1Apoiar um bom aluno a acabar o seu curso de Mestrado, pagando um ano de propinas, pode ser visto, por muitos, como um gesto bonito, que representa uma despesa.

Mas, para as seis empresas que assinaram protocolos com esta Faculdade de Economia (FE) da Universidade do Algarve, dar bolsas de mérito e garantir estágios aos mestrandos é um investimento para o futuro. O seu futuro.

Esta quarta-feira, representantes das empresas Ativtoc – Contabilidade e Gestão», «Algardata – Sistemas Informáticos», «Be Corporate – Projetos de Investimento», «EWP – Consultoria de Gestão e Contabilidade», «Hospital de São Gonçalo/Grupo Imag» e «Neomarca – Inovação e Desenvolvimento» estiveram no campus de Gambelas da UAlg e saíram de lá com uma relação aprofundada com a Faculdade de Economia e, claro, com os seus alunos.

O testemunho das diferentes empresas presentes deixa claro que esta aproximação pode ser muito importante para uma organização.

«O mundo empresarial de hoje é um mundo de talentos. As empresas não discutem outra coisa a não ser talento. Dizem que o consumidor compra marcas, mas atrás delas estão pessoas. E uma das fontes privilegiadas de talentos são as universidades», enquadrou Paulo Lopes, da EWP, onde trabalham já três ex-alunos desta escola.

Uma ideia reforçada por Dário Gonçalves, da Be Corporate. «Com este associação à FE, pretendemos aproximar-nos da universidade e do seu capital humano, de modo a reter os talentos e incorporá-los nas empresas. Já temos na empresa duas pessoas que frequentam os mestrados de Finanças e de Gestão e os próximos serão também dessas áreas».

A “aquisição” de novos elementos, altamente qualificados, para a equipa de trabalho, assume uma importância fulcral numa empresa como a Neomarca, que trabalha em inovação. «Esta parceria com a Faculdade de Economia tem muito a ver com o nosso objetivo de contribuir para a investigação de novas soluções, neste caso, ligadas à Gestão e Economia. Também pretendemos, com este acordo, identificar pessoas que possam trabalhar connosco», disse Paulo Pereira, desta empresa.

 

Protocolos Bolsas Mérito Mestrados FE_2

 

Um denominador comum aos testemunhos recolhidos pelo Sul Informação é a vontade das diferentes empresas de apostar nos estudantes que vão apoiar e torná-los um ativo, no futuro. Isto é válido para estudantes de Finanças e Gestão, mas também de outras áreas.

No caso do Hospital de São Gonçalo, o foco vai para o Mestrado em Gestão de Serviços Saúde e alarga uma colaboração que já vinha de trás. «O grupo Imag tem vindo a desenvolver vários acordos com a Universidade do Algarve, não só com a Faculdade de Economia, mas também com a Escola Superior de Saúde e com o Curso de Medicina», segundo José Carlos Queimado.

«Queremos ter esta colaboração de forma muito regular, não só na área das bolsas e na receção de alunos para estágios, mas também na área da investigação», acrescentou o Business Unit Manager do Hospital de São Gonçalo.

Também a Algardata tem uma relação prévia com a Universidade do Algarve e até já apoia alunos de excelência da instituição. A empresa algarvia é uma das que se associou, desde a primeira edição, ao programa de Bolsas de Excelência da UAlg, mas isso não a impediu de abrir (ainda mais) os cordões à bolsa e apoiar mais um aluno desta academia.

«Nós temos vários funcionários que se formaram aqui, na Faculdade de Economia, e queremos manter este vínculo, com a atribuição desta bolsa. Por outro lado, precisamos cada vez mais de pessoal especializado, e a forma de garantir que há essa especialização é apoiando o ensino pós-graduado», disse João Correia.

Todas as empresas que celebraram protocolos têm, nos seus quadros, pessoas que se formaram na UAlg, pelo que sabem bem aquilo com que podem contar. Até porque alguns deles viveram essa experiência em primeira mão, uma vez que estudaram na UAlg.

 

Protocolos Bolsas Mérito Mestrados FE_3

 

João Correia e Paulo Pereira são exemplos de antigos alunos que voltaram “a casa” esta quarta-feira, mas não são os únicos. No caso da Ativtoc, os dois fundadores da empresa são alumni da academia algarvia e fazem questão de apostar nos seus “colegas”.

«Nós começámos o nosso projeto em 2011 e já incorporámos seis pessoas formadas na UAlg. Fizeram estágio e continuaram connosco. Esperamos criar um sinergia entre a nossa empresa e a universidade, que se possa refletir numa melhoria do nosso serviço», segundo Ricardo Batalha, um dos criadores da empresa.

Da parte da direção da Faculdade de Economia, ficou o desejo de que estas bolsas sejam apenas mais um momento, de uma história bem mais abrangente. «Para nós, este é um primeiro elemento de uma cooperação que queremos que seja mais profunda. Queremos ir muito mais longe, nesta relação com as empresas», assegurou o diretor da FE Rui Nunes.

Já Luís Coelho, diretor do setor de Pós Graduações desta unidade orgânica, salientou o atingir de «um dos principais desejos da FE, que é ter a região connosco» e deixou uma garantia: «estamos aqui pelos alunos, que são o melhor que esta faculdade tem».

A cerimónia de quarta-feira serviu, igualmente, para entregar os certificados de bolsa aos melhores alunos dos diferentes cursos de mestrado, referentes ao corrente ano letivo.

Comentários

pub