Zoo de Lagos acolhe a cobra piton capturada ontem na Fonte da Benémola

Depois de colocado o chip de identificação, a cobra está agora a recuperar

O Parque Zoológico de Lagos acolheu hoje a Piton-de-Burma-albina capturada esta quinta-feira, dia 5 de Março, pelo ICNF, na Fonte Benémola, em Querença, tal como o Sul Informação noticiou em primeira mão.

Na sequência de um alerta dado por caminhantes que faziam o percurso pedestre da Fonte Benémola, em Querença, uma patrulha de vigilantes de natureza do ICNF procedeu à captura da piton-de-Burma-albina (Python molurus bivittatus), com 2,60 metros de comprimento e 5 quilos de peso.

Segundo o Zoo de Lagos, «após ter sido apurado que o animal não se encontrava identificado», a cobra pernoitou nas instalações do ICNF, em Olhão, seguindo esta sexta-feira para aquele parque zoológico, em Barão de São João, onde foi «prontamente recebida e acolhida».

Neste momento, o animal permanece a recuperar, em quarentena, depois de lhe ter sido aplicado um microchip de identificação.

Esta espécie, originária do Sudeste Asiático, pode atingir 8 metros de comprimento e viver cerca de 25 anos. À semelhança de outras pitons, não é venenosa, matando as suas presas por constrição.

As populações selvagens encontram-se vulneráveis devido à sua exploração pelo comércio de animais de estimação, como terá sido o caso desta cobra, que terá sido depois abandonada.

 

Nota: corrigido o peso da cobra piton, a pedido do Zoo de Lagos.

 

Comentários

pub
pub