Projeto algarvio “Ginástica com Todos” vence prémio da União Europeia

Associação de Ginástica do Algarve recebe 10 mil euros

O projeto «Ginástica com Todos», da Associação de Ginástica do Algarve, foi um dos três vencedores da edição de 2019 dos Prémios de Desporto #BeInclusive da União Europeia. O galardão foi entregue, esta quinta-feira, numa cerimónia em Bruxelas, por Tibor Navracsics, Comissário Europeu para a Educação, a Cultura, a Juventude e o Desporto.

Este concurso recebeu, este ano, um total de 144 candidaturas, das quais nove foram premiadas por decisão de especialistas independentes: as seis finalistas em 2 500 euros e as três vencedoras em 10 000 euros.

O “Ginástica com Todos” junta a Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais (AAPACDM), a Associação de Ginástica do Algarve e o Grupo Desportivo e Cultural do Enxerim (Silves).

Tal como o Sul Informação já contou em reportagem, este projeto criou uma classe de ginástica adaptada, juntando pessoas com e sem deficiência.

A ideia é esbater preconceitos e mostrar que, mesmo alguém com algum tipo de deficiência, também pode fazer desporto.

O concurso no qual o projeto algarvio foi premiado está, desde 2017, aberto a candidaturas de todas as organizações que desenvolvam, no âmbito do programa Erasmus+, projetos de desporto destinados à inclusão social de minorias étnicas, refugiados, pessoas com incapacidades ou qualquer outro grupo marginalizado, sejam elas públicas ou privadas, comerciais ou sem fins lucrativos.

A iniciativa da União Europeia baseia-se na ideia de que, «para além de divertido, o desporto junta as pessoas, porque fomenta o espírito de equipa e a criação de laços, a justiça e o respeito entre todos os atletas, independentemente de quem eles são ou de onde eles vêm».

No seu discurso atribuição dos prémios, o comissário Tibor Navracsics lembrou que «em 2017, eu lancei os Prémios de Desporto #BeInclusive da UE para celebrar as organizações que usam o seu poder para juntar as pessoas e promover a inclusão social. Neste terceiro ano, recebemos mais de 140 candidaturas para o prémio, muitas mais do que no ano passado. As pessoas à frente destes projetos estão a fazer um trabalho fantástico no terreno, a ajudar a quebrar barreiras sociais através do desporto. Eu gostaria de congratulá-las a todas, especialmente as seis finalistas e as três vencedoras».

Comentários

pub
pub