PSD: Algarve sem combustíveis na Páscoa é uma «tragédia»

Este é um período de férias em que o Algarve «duplica a sua população»

Uma «injustiça clamorosa» com contornos de «tragédia». É assim que o PSD/Algarve reage à falta de combustíveis, no Algarve, em plena altura de férias da Páscoa. 

Em comunicado, os sociais democratas pedem que os serviços mínimos, decretados para Lisboa e Porto, sejam alargados à região. Esta é uma exigência que também vai ser feita pela Comissão Distrital de Proteção Civil ao Governo.

«Os deputados Cristóvão Norte e José Carlos Barros apresentarão hoje mesmo um requerimento com carácter de urgência», exigindo «garantias que o aeroporto, os serviços de proteção civil e os cidadãos sejam protegidos, nas mesmas condições que Lisboa e Porto».

É que, recorda o PSD, estamos num «período de Páscoa em que o Algarve duplica a sua população».

Na opinião dos sociais democratas, é «absurdo que aqueles que não têm alternativas de transporte público, têm menos recursos e maiores entraves de mobilidade, paguem o preço de uma decisão do Governo que mais uma vez só atende ao mapa eleitoral».

Comentários

pub
pub