“Video Lucem” sai das igrejas para cinema e Dead Combo no Farol de Vila Real de Santo António

Será a primeira vez que o “Video Lucem” sairá de uma igreja, mas não será isso a tirar a magia […]

Será a primeira vez que o “Video Lucem” sairá de uma igreja, mas não será isso a tirar a magia ao cine-concerto desta quarta-feira, 30 de Maio, às 21h30, no Farol de Vila Real de Santo António. Na tela será projetado o filme “Os Faroleiros”, de Maurice Mariaud, rodado em Portugal em 1922, a que se juntará a música dos Dead Combo. Tudo isto numa véspera de feriado… e com entrada livre.

Desde que nasceu, em 2016, o “Video Lucem” fez todas as sessões em igrejas do Algarve. Desta vez será diferente, mas não por acaso.

«Fazia tudo o sentido que o filme em questão, até pela temática que aborda, fosse exibido num farol. Sentimos também a necessidade de procurar novas abordagens e novos tipos de espaços», explicou ao Sul Informação Carlos Rafael Lopes, diretor do Cineclube de Faro, que promove o “Video Lucem”.

O filme “Os Faroleiros” vai ser exibido, pela primeira vez, no Algarve, nesta sessão. Maurice Mariaud, além de realizador, também participa neste filme que, «até à década de 90, teve um caráter quase mítico».

«O paradeiro do filme era desconhecido, até que se descobriu uma cópia e foi recuperado e restaurado. Assim, podemos ver de novo as luzes dos faroleiros», disse Carlos Rafael Lopes.

A película é, em parte, rodada num farol e a própria história anda à volta de um triângulo amoroso entre dois faroleiros e uma rapariga.

“Os Faroleiros”

Para musicar todas as peripécias do filme, o Cineclube de Faro convidou os Dead Combo, uma das bandas de maior renome do panorama musical português e que acaba de lançar um disco.

Tó Trips, um dos músicos da banda, em declarações ao Sul Informação, disse esperar «uma bela noite, num grande cenário».

«Nós já musicámos outros filmes, mas este é uma estreia. Já estivemos a ver o filme, a dividi-lo, e vamos ter temas dos Dead Combo e outros mais compostos de propósito para o cine-concerto», acrescentou.

A acompanhar Tó Trips e Pedro Gonçalves, estarão Alexandre Frazão – bateria e voz, Gui – sopros, mellotron e voz e António Quintino – contrabaixo, guitarras e mellotron.

Para Carlos Rafael Lopes, a presença da banda faz «todo o sentido». «Tínhamos de ter os Dead Combo. A escolha teve a ver tanto com o filme, como com a própria envolvência que eles criam. Era uma aposta que tinha de ser feita», acrescentou.

O “Video Lucem”, que começou em Novembro e passou por igrejas de Faro, Loulé, Martim Longo, Tavira, Ferragudo e Silves, termina com esta sessão especial. O balanço do festival, que tem apoio do “365Algarve”, é «positivo» com o número de espectadores, no conjunto das sessões, a estar «à volta dos 800».

Depois deste último cine-concerto, em que haverá 300 lugares sentados e cuja abertura estará a cargo das Moçoilas, as expetativas são que o número chegue «aos 1000 espetadores».

Comentários

pub
pub