Rent-a-car algarvia LuzCar levou «grande rombo» com incêndio em Faro (fotos)

Foi muito mau, mas «podia ter sido muito pior». «Imagine se tivessem ardido os 200 e tal carros que estão […]

Incêndio no parque da rent a car LuzAuto Faro_7Foi muito mau, mas «podia ter sido muito pior». «Imagine se tivessem ardido os 200 e tal carros que estão aqui neste parque? Aí tínhamos de abrir falência, quase de certeza», ilustra, visivelmente transtornado, Fernando Tempera, um dos proprietários da rent-a-car Luzcar.

Um incêndio destruiu esta madrugada 27 automóveis e provocou estragos em muitos outros, no parque de estacionamento da empresa algarvia de rent-a-car LuzAuto, situado à beira da EN125-10, a chamada estrada do aeroporto, perto de Montenegro (Faro).

No meio da desgraça, a intervenção rápida dos bombeiros evitou que ardessem todos os carros que estavam num parque fechado, limitando as perdas da empresa algarvia «a vinte e tal carros».

Incêndio no parque da rent a car LuzAuto Faro_2Ainda assim, estima o co-proprietário da LuzCar, os prejuízos devem rondar «os 100 a 150 mil euros». «Ainda terei de andar por aí, para ver os estragos. Houve carros que arderam totalmente, mas também outros que foram afetados, embora tenham arranjo», explicou.

Esta verba sairá do bolso da empresa, já que os carros em questão não tinham seguro, por não estarem a ser utilizados. «Mesmo que tivessem, não cobriria estes danos, porque nós só usamos seguros contra terceiros», revelou.

«Foi um grande rombo, para nós. Somos uma pequena empresa, já com uma frota razoável de 700 e tal carros. Faz mossa, claro. Foram 28 anos a trabalhar nisto, uma vida de sacrifício. Mas havemos de continuar, de levantar a cabeça e sobreviver», disse.

Os olhos cansados de Fernando Tempera denunciam que passou boa parte da noite em branco. O incêndio terá começado pouco depois das 2 horas da manhã (o alerta para o fogo foi dado às 2h51), mas este proprietário da empresa apenas recebeu as más notícias «cerca das 3h30». Rapidamente se deslocou de Lagos para Faro, onde já encontrou o incêndio apagado.

Foi no local do sinistro que se encontrou com os elementos da Polícia Judiciária que estão a tentar apurar o que se passou, algo que está longe de ser claro. «Não faço ideia de quem possa ter feito isto. Nós não temos inimigos, não temos problemas laborais. O que eu pensei logo é que poderá ter sido uma tentativa de roubo de combustível que correu mal. Ocasionalmente, há quem entre nos nossos parques, bem como nos de outras rent-a-car, para furar os depósitos e roubar o combustível», desconfia.

No caso da LuzAuto, os eventuais ladrões saíram frustrados, ou pelo menos com um saque pouco expressivo, porque «é política da empresa parquear os carros com o depósito vazio».

Incêndio no parque da rent a car LuzAuto Faro_5Já o presidente da Associação de Empresas de Rent-a-Car do Algarve tinha denunciado esta manhã, em declarações ao nosso jornal, que as empresas de aluguer de automóveis sem condutor, nos parques de estacionamento junto ao aeroporto, são «vítimas frequentes de inúmeros roubos. Roubam espelhos, gasolinas, rodas, pneus. Na época baixa, em que os carros estão mais parados nos parques de estacionamento, é o dia a dia».

O problema é que muitas das pequenas empresas de rent-a-car não têm segurança 24 horas por dia nesses parques. «A segurança depende da carteira de cada empresa» e estas «de cariz regional vivem com muitas dificuldades», acrescentou o dirigente da associação do setor.

Armando Santana lamentou ainda o facto de haver «pouca iluminação pública» na zona da estrada do aeroporto. «Já dissemos à Junta de Freguesia de Montenegro, à Câmara de Faro e à GNR que, para eles pouparem meia dúzia de tostões na iluminação pública, fica a zona mais insegura».

O presidente da Junta de Freguesia do Montenegro assegurou, entretanto, que a entidade que dirige tem dado «seguimento às preocupações das rent-a-car», apresentando-as «ao município e aos agentes da autoridade (GNR)».

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) disse ao Sul Informação que o fogo foi combatido por nove veículos dos Bombeiros Sapadores de Faro e dos Voluntários de Faro e de Loulé, com um total de 26 operacionais.

Veja todas as fotos (Hugo Rodrigues/Sul Informação):

Comentários

pub
pub