Cidadãos removeram chorão das dunas da Lagoa dos Salgados

Um grupo de cidadãos, ligados à Plataforma dos Amigos da Lagoa dos Salgados, removeu na manhã de domingo centenas de […]

Arranque de chorão na Lagoa dos SalgadosUm grupo de cidadãos, ligados à Plataforma dos Amigos da Lagoa dos Salgados, removeu na manhã de domingo centenas de quilos de chorão ((Carpobrotus edulis), espécie invasora já abundante na margem sul da lagoa e no sistema dunar.

A atividade foi promovida pela SPEA, Quercus e A Rocha, com a colaboração de membros das outras associações e empresas que compõem a plataforma.

Parte dos chorões removidos à mão – «isto fez-me transpirar mais que uma manhã no ginásio», comentou um dos participantes – foi acondicionada em sacos de lixo, para ser transportada depois pelas viaturas da Câmara de Silves para o aterro sanitário.

Outra parte, talvez a maioria, foi acumulada num local, para secar, visto que a dezena e meia de participantes na operação de arranque do chorão não tinha meios – nem forças – para proceder ao seu transporte.

À tarde, decorreu uma atividade de observação de aves naquela zona húmida, situada quase à beira mar, na fronteira entre os concelhos de Silves e Albufeira.

No dia anterior, a Polícia Marítima apreendeu, no interior da Lagoa dos Salgados, mais de 30 armadilhas ilegais para captura de enguias, peixe e camarões. No seu interior, além de dezenas de quilos de enguias mortas, havia também cágados, sapos, camarões e até uma ave marinha mortos.

Comentários

pub
pub