Empresa municipal Futurlagos tem nova administração

O vereador e vice-presidente da Câmara António Marreiros Gonçalves é o novo presidente do Conselho de Administração da empresa municipal […]

O vereador e vice-presidente da Câmara António Marreiros Gonçalves é o novo presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Futurlagos, sucedendo assim a Carlos Albuquerque, que foi exonerado por «conveniência de serviço».

O Conselho de Administração da Futurlagos integra ainda, para o período que falta cumprir do mandato do quadriénio 2009/2013, António Manuel Gil Leitão, enquanto administrador com funções executivas, e a vereadora Livónia Cristina Xavier, também administradora com funções executivas.

Tanto o presidente do Conselho de Administração António Marreiros, como a administradora Livónia Xavier, não receberão quaisquer remunerações enquanto exercerem as funções de vereadores municipais.

A nomeação da nova administração da Futurlagos e ainda da outra empresa municipal lacobrigense, a Lagos-em-Forma, foi aprovada pela Câmara Municipal na sua reunião semanal.

De acordo com um despacho do presidente da Câmara, datado de novembro passado, onde ficaram definidas orientações de caráter estratégico para a elaboração do Orçamento Municipal de 2012, foi determinada a existência de apenas um administrador remunerado em cada uma das Entidades Empresariais Municipais, «até que se proceda à fusão de ambas as entidades ou que outra decisão sobre elas seja tomada».

No que diz respeito à Lagos-em-Forma, foi aprovada a dissolução do seu Conselho de Administração e nomeados, até ao final do mandato autárquico 2009/2013, os membros do Conselho de Administração. Neste caso, não houve alteração nos nomes, embora apenas um dos administradores seja agora remunerado.

Assim, esta empresa municipal manterá como presidente do CA o vereador Jorge Bugalho Serpa, sem direito a quaisquer remunerações enquanto exercer as funções de vereador municipal. Terá ainda dois administradores: Francisco Quitéria, com funções executivas, e José Manuel Dias, sem funções executivas.

Comentários

pub