PSD/Portimão reafirma que Câmara de Portimão precisa é de um Plano de Reequilíbrio Financeiro

O PSD/Portimão reafirmou, em comunicado, que, face à «situação gravíssima» da Câmara desta cidade algarvia, «tem de ser elaborado um […]

O PSD/Portimão reafirmou, em comunicado, que, face à «situação gravíssima» da Câmara desta cidade algarvia, «tem de ser elaborado um plano que vise o reequilíbrio financeiro e uma declaração de rutura financeira».

Os social-democratas portimonenses, em comunicado assinado por Pedro Castelo Xavier, presidente da Secção Concelhia, reagiram, assim, à recente recusa, pelo Tribunal de Contas, de visto ao Plano de Saneamento Financeiro apresentado pela Câmara Municipal de Portimão, liderada por um executivo de maioria socialista.

Pedro Xavier recorda que «os membros do PPD/PSD junto da Câmara Municipal e Assembleia Municipal sempre disseram que o Plano apresentado apenas servia para gastar dinheiro», e, de facto, o Tribunal de Contas veio dizer que «o referido plano não reunia condições para obtenção de visto».

«Apenas a cegueira do Executivo Socialista, liderado pelo Sr. Dr. Manuel da Luz, podia acreditar nesse milagre», sublinha o presidente do PSD/Portimão.

Os social-democratas salientam ainda que «os montantes de endividamento estão muito acima das capacidades do município», sendo esta «infelizmente a situação do município há já alguns anos», defendendo mesmo que «essa situação só foi possível com manipulação de orçamentos e das próprias contas».

O PSD/Portimão acrescenta que «lamenta a situação criada pela irresponsabilidade de gestão do executivo liderado pelo Sr. Dr. Manuel da Luz» e que «não basta dar festas e espetáculos, é necessário algo mais», terminando com a exigência de «desculpas públicas do Sr. Presidente da Câmara e que assuma as suas responsabilidades».

 

Comentários

pub
pub