PSD/Algarve diz que novas regras de imigração ajudam a «integração humanista»

Em nota de imprensa, o PSD/Algarve considera que as regras «atalham caminho na urgente reorganização institucional»

O PSD/Algarve considera que as novas regras de regulação da imigração promovem uma «integração humanista», saudando o Governo pelas medidas tomadas no início desta semana.

Reunida em Faro na noite de 5 de Junho, na sua versão alargada, a Comissão Política Distrital (CPD) do PSD aprovou esta saudação ao Governo de Portugal.

Em nota de imprensa, o PSD/Algarve considera que as regras «atalham caminho na urgente reorganização institucional, especialmente premente após o espetacular falhanço que foi a criação da AIMA, que nada mais deixa do que uma situação de calamitoso caos nos postos de acolhimento de imigrantes».

Os sociais-democratas algarvios falam ainda da questão das filas no Aeroporto de Faro, esperando que a «criação de mecanismos destinados a mitigar os elevados níveis de congestionamento e os enormes atrasos verificados nos postos de fronteira» traga uma «solução definitiva para o caos».

«O PSD/Algarve saúda, pois, as 41 medidas apresentadas, mas salienta as necessidades de cautela e ponderação na sua aplicação, em respeito às características de cada região. Lembramos, a propósito, que a economia do Algarve continua a necessitar de mão de obra, sendo fundamental criar boas condições de acolhimento e de rápida integração para todos aqueles que vêm para o nosso mercado de trabalho, num espírito de fidelidade ao ideário humanista e tolerante do PSD», acrescenta.

Os sociais-democratas consideram também que o executivo de Luís Montenegro tem atuado de «forma expedita, eficaz e corajosa», enfrentando os «problemas do país».

A este propósito, o PSD/Algarve diz-se disponível para «ajudar no desbloqueio do Hospital Central do Algarve (HCA) e na criação de um programa de habitação adequado às carências específicas do Algarve, sem esquecer as questões da mobilidade, da educação e todas as iniciativas que contribuam para o desenvolvimento e bem-estar da nossa região e do país».

 

 



Comentários

pub